Projeto informa sobre autocuidado a diabéticos

Projeto de extensão desenvolvido por docentes do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão da Unesp, tem ajudado pessoas com diabetes, atendidas no ambulatório de diabetes do Hospital das Clínicas da FMB, a conviverem com a doença sem perder a qualidade de vida.

A iniciativa denominada “Intervenções, orientações e assistência de enfermagem aos pacientes diabéticos” é realizada na FMB desde 1992, mas a partir de 2002 passou a contar com bolsas estudantis voltadas a alunos do curso de Enfermagem. Esse projeto foi apresentado durante o 11º Congresso Paulista de Diabetes e Metabolismo, realizado no Guarujá-SP, de 15 à 17 de maio deste ano.

São atividades extracurriculares, em grupo, que envolvem equipes multidisciplinares, e são realizadas no horário do almoço dos alunos. O objetivo é mostrar aos pacientes diabéticos, e seus familiares, diferentes aspectos sobre a doença e autocuidado. Ao todo, cerca de 300 pacientes fazem parte do projeto em diferentes momentos.

“Muitos deles trazem dúvidas de casa para esclarecer durante nosso encontro. Além disso, têm a oportunidade de conviver com outras pessoas que têm históricas parecidas com a sua, que estão na mesma situação. Há uma grande troca de experiências. Ter informação é fundamental para que o diabético viva bem”, afirma a professora Maria

José Trevizani Nitsche, que é co-autora do projeto coordenado pela professora Sandra Regina Leite Rosa Olbrich.

De acordo com a professora Sandra, durante as atividades do projeto os pacientes também aprendem a descartar corretamente agulhas, lancetas e seringas utilizadas para aplicação de insulina, e ainda recebem dicas de receitas saudáveis e que não atrapalham seu tratamento. “Muita gente tem dúvida, por exemplo, se pode ou não consumir bebida alcoólica e como conciliar com o medicamento. Abordamos isso também”, explica.

 

Cartilha e blog

 

Para possibilitar que as informações chegassem mais facilmente aos pacientes, foi elaborada uma cartilha com informações sobre o diabetes e seu autocuidado. O material é de fácil compreensão para pessoas leigas, sejam elas portadoras ou não da doença. Estão disponíveis desde receitas, informações sobre a doença, fatores de risco, tratamento, entre outros.

“Essa cartilha tem um diferencial: foi desenvolvida especificamente para a realidade dos nossos pacientes. Não há informações genéricas, pois levamos em consideração o perfil das pessoas atendidas no ambulatório do HCFMB”, acrescenta professora Sandra.

Paralelamente, e também com o objetivo de disseminar informações sobre a doença e o autocuidado, foi criado um blog na internet (www.viverbemdiabetes.blogspot.com.br). A intenção foi aumentar a disponibilidade de acesso, ampliar o público e orientar os portadores da doença, assim como seus familiares e amigos.