Medicina promove 13ª Campanha de Combate ao Câncer de Pele

O Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) realizará dia 24 de novembro (sábado), pelo 13º ano consecutivo, o Dia nacional de Combate ao Câncer da Pele. Em Botucatu, como nas edições anteriores, os exames serão realizados no Centro de Saúde Escola, das 9 ? s 15 horas, com a participação dos docentes de dermatologia, médicos assistentes do departamento, médicos dermatologistas, médicos residentes em dermatologia e alunos das Ligas de Dermatologia e Câncer.

O objetivo é conscientizar a população sobre os meios capazes de impedir o surgimento da doença. Serão realizados palestras e exames de pele gratuitos visando intensificar o diagnóstico e o tratamento dos casos. Os pacientes com diagnóstico de câncer da pele serão encaminhados para tratamento no Hospital das Clínicas da FMB.

Em Botucatu, na campanha de 2011, foram atendidos 523 pacientes e o diagnóstico de câncer da pele ocorreu em 57 pacientes (10,9%), sendo 39 Carcinomas Basocelulares; 13 Carcinomas Espinocelulares; 1 Melanoma e 4 outros tumores malignos. Todos esses pacientes receberam orientações e foram agendados para o tratamento no serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia criou, em 1999, o Programa Nacional de Controle do Câncer da Pele (PNCCP). Há 13 anos a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele leva aos brasileiros informação, diagnóstico e tratamento, tudo gratuitamente. Durante esse período já foram atendidas mais de 420 mil pessoas. A partir deste ano, a Campanha chamará Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele e acontecerá sempre no último sábado de novembro.

Na última campanha em 2011, no Brasil foram atendidas 31.697 pessoas, sendo que aproximadamente 12% tiveram diagnóstico de câncer da pele. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a estimativa é que, em 2012, sejam registrados 518.510 casos novos de cânceres e o da pele ainda é o tumor que mais atinge os brasileiros, representando 25% de todos os tumores malignos. São estimados pelo Instituto 134.170 novos casos de câncer da pele para 2012, sendo a maioria mulheres (71.490).

{n}Estimativas 2012{/n}

• 518. 510 casos novos de todos os tipos de canceres
• Aproximadamente 134 mil casos novos de câncer de pele não melanoma (CPNM): CBC e CEC
• Melanoma: 6.230 casos
• 60 mil de câncer de próstata e 27 mil de câncer de pulmão
• 52 mil de câncer de mama e 17 mil de câncer de colo de útero

{n}Sobre o Câncer da Pele{/n}

Câncer da pele é o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com a camada afetada, definimos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares; o mais perigoso é o melanoma.

A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer e o envelhecimento da pele. Ela se concentra nas cabines de bronzeamento artificial e nos raios solares.

O carcinoma basocelular é o tipo mais freqüente, representando 70% dos casos. É mais comum após os 40 anos, em pessoas de pele clara. Seu surgimento está diretamente ligado ? exposição solar acumulada durante a vida. Apesar de não causar metástase, (se espalhar para diferentes órgãos) pode destruir os tecidos ? sua volta, atingindo até cartilagens e ossos.

Além da proteção solar, é importante fazer uma avaliação clínica da pele para prevenir o desenvolvimento da doença. É preciso estar atento a sinais como crescimento na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida; Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho e uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Pessoas de risco
1 – Caso de câncer da pele na família;
2 – Pele muito clara que sempre fica vermelha e nunca se bronzeia;
3 – Cabelos claros;
4 – Olhos claros;
5 – Possui muitas pintas pelo corpo;
6 – Já sofreu queimaduras pelo sol;
7 – Possui sardas na face e ou ombros;
8 – Já teve câncer de pele;
9 – Tomou muito sol sem proteção
Fonte:
Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp