Inaugurada 4ª Casa de Apoio da Famesp para transplantados

Foi apresentada, dia 27 de outubro, a funcionários da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) e autoridades de Botucatu, a nova casa de apoio mantida pela entidade. Essa nova estrutura – a quarta vinculada ? Famesp – é destinada ao paciente transplantado e pode abrigar até 14 pessoas, entre pacientes e acompanhantes.

O diferencial da nova casa é estar situada dentro do campus da Unesp em Rubião Júnior – próximo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (HCFMB) -, o que facilitará o atendimento dos pacientes em tratamento, principalmente no casos de emergência. Também tornará mais simples o acesso para consultas, já que o paciente não precisará percorrer longas distâncias.

O prédio possui quartos com banheiro, ampla sala de estar, sala de jantar e cozinha completa. Esse cuidado tem como objetivo acomodar, com conforto, os pacientes atendidos no HCFMB. A Casa de Apoio aos pacientes transplantados começa a funcionar efetivamente em novembro e atenderá pacientes do Hospital das Clínicas da FMB.

“Os pacientes que estão internados no HC passam pela triagem da assistência social do Hospital e quando é necessário que eles precisem ficar na Casa de Apoio são encaminhados para o local. Normalmente, são pessoas que já receberam alta, mas ainda estão em tratamento. Como recebemos muitos pacientes de fora de Botucatu, eles não podem viajar para sua casa e voltar no dia seguinte para exames ou receber medicamentos, por esse motivo eles ficam aqui conosco”, explica Solange Moraes, assistente social do HCFMB e responsável técnica pelas Casas de Apoios.

A assistente social ainda explica que as Casas de Apoio são montadas e decoradas para que seja uma extensão da casa do paciente, para que lá ele consiga se recuperar e continuar o tratamento. Para o Dr. José Goldberg, superintendente financeiro da Famesp, a evolução da fundação caminha juntamente com as atividades sociais. “Este é um lugar para o paciente do HC, onde ele pode ficar com seu acompanhante, sem custo nenhum, dando continuidade ao tratamento que foi iniciado no Hospital”, relata.

Professor Pasqual Barretti, diretor-presidente da Famesp, relembrou o início do projeto das casas de apoio e destacou que trata-se de uma iniciativa vitoriosa. O deputado federal Milton Monti (PR), também apoiou a construção desta nova Casa. “A parceria da Famesp, Unesp, Faculdade de Medicina, Fundo Social do Servidor (FUSS) e o governo já é de longa data. A cada iniciativa igual a essa, das Casas de Apoio, esse vínculo só faz estreitar”, relatou o deputado.

O arcebispo emérito da Arquidiocese de Botucatu, Dom Antônio Maria Mucciolo benzeu a casa para que todos os que utilizarem a estrutura possam ter uma estadia tranquila e se recuperem plenamente. O religioso também elogiou a iniciativa, já que tem grande preocupação social.