Grande festa marca inauguração do PS Pediátrico

Fotos: Luiz Fernando

Dezenas de pessoas ligadas a diferentes segmentos sociais de Botucatu e políticos como o senador Aloísio Nunes Ferreira e o deputado federal Milton Casquel Monti, além de prefeitos e autoridades de outras cidades da região, participaram na manhã deste sábado (8) do cerimonial de inauguração do Pronto Socorro (PS), desta vez ao atendimento exclusivo a crianças e adolescentes menores de 15 anos. A unidade ficará instalada na parte térrea do “Hospital do Bairro” (antigo Hospital Sorocabana), em frente Praça Alexandre Fleming.

A abertura do PS Pediátrico “Professor Dr. Antonio de Pádua Campana” será mais uma referência de serviço de urgência e emergência não apenas para Botucatu como também para as cidades da região. A previsão é poder atender entre 3,5 mil a 4 mil pacientes por mês, a partir do dia 17 de junho. A semana será para realizar os ajustes finais para iniciar o atendimento.

“Esse é um momento de festa, uma grande conquista do povo de Botucatu. Mais uma demonstração que nosso governo tem palavra. Estamos cumprimos o compromisso de salvar o Hospital Sorocabana que é um verdadeiro xodó da cidade. Estamos hoje devolvendo parte dele com o PS Pediátrico. Nossa intenção era entregar a obra no final do ano passada, mas não foi possível”, disse o prefeito.

Embora o PS tenha sido inaugurado ele só vai iniciar o atendimento ? população no próximo dia 17 (segunda-feira da semana que vem). “Gostaríamos que tudo estivesse funcionando no início desta semana. Mas estamos ajustando os últimos detalhes que são de extrema importância para que a população, em especial a mais carente, possa usufruir para sempre de um serviço de excelência na área da saúde”, enfatiza Cury.

Para o secretário municipal de Saúde, Claudio Lucas Miranda, este novo PS será referência regional e até estadual na área de pediatria do Serviço Único de Saúde (SUS). Além da qualidade das instalações, ele ainda ressalta a facilidade que os pais terão ao terem a disposição uma unidade de saúde, 24 horas, para o atendimento de seus filhos.

“Como não havia outra porta de entrada para urgência e emergência para pediatria, além do Hospital das Clínicas da Unesp, que fica a aproximadamente 7 quilômetros do Centro da Cidade, muitas mães encontravam dificuldade de deslocamento, principalmente ? noite devido a menor rotatividade do transporte público neste horário. Hoje, muitas poderão vir até a pé para que suas crianças recebam um serviço de excelência, que pouquíssimas cidades têm o privilégio de usufruir”, afirma.

De acordo com o chefe do Departamento de Pediatria do Hospital das Clínicas, Rossano César Bonato, o PS chega para oferecer um atendimento mais rápido e próximo da população. “Com a nova unidade, conseguiremos fazer com que os pacientes pediátricos sejam mais bem atendidos, uma vez que estarão mais próximos de suas casas. Sabemos que muita gente tem dificuldade com a locomoção de casa até o Hospital das Clínicas, pela distância, por questões de transporte, horário de trabalho. Com a unidade funcionando na cidade, conseguiremos reduzir esse problema”, explica Bonato.

Ainda de acordo com o responsável pelo Departamento, o fim do problema da distância pode ser fundamental para o sucesso dos atendimentos. “Os casos emergenciais, em que o tempo de atendimento é muito curto, serão atendidos mais rapidamente e isso, pode salvar vidas. Já tivemos no passado, uma série de casos com complicações clínicas por conta do tempo de atendimento. Nós sabemos que de Rubião Junior até Botucatu, em diversos pontos, a viagem chega a ter mais de 10 quilômetros, sendo feita em 20 minutos, meia hora. Esse tempo pode ser a diferença entre a vida e a morte”, comenta Bonato.

{n}Sobre o PS {/n}

De acordo com o secretário de Saúde, o Pronto Socorro Pediátrico terá sete consultórios; entradas independentes para os casos de emergência e sala de espera para aproximadamente 100 pessoas; salas de procedimentos/enfermagem, observação e raio-x; corredores distintos para funcionários e pacientes (anti-sala); quartos para médicos plantonistas; cozinha; e sanitários adaptados.

O PS Infantil do Hospital do Bairro ainda contará com sete leitos de observação sob a supervisão do Departamento de Pediatria da FMB, que disponibilizará diariamente três médicos durante o dia e outros dois de plantão no período noturno. Os pacientes com quadros menos complexos serão atendidos no novo PS Infantil e os mais graves encaminhados ao Hospital das Clínicas.

Neste primeiro momento, além dos médicos pediatras, o corpo profissional que deverá atuar no PS Pediátrico do Hospital do Bairro será formado por: assistente social (1); nutricionista (1); enfermeiros (3); técnico de farmácia (1); auxiliares de enfermagem (7); técnicos de enfermagem (12); oficiais administrativos (5); escriturários (4); técnicos de raio-x (4); recepcionistas (4); técnico de manutenção (1); auxiliares de serviços gerais (8); auxiliar de escritório (1); e motorista (1).

Todos são profissionais recontratados após a demissão pelo fechamento do antigo Hospital Sorocabana. A previsão é contratar nas próximas semanas outros profissionais, totalizando quase 60.

Mas o antigo Hospital Sorocabana não irá abrigar apenas um Pronto-Socorro Pediátrico. No andar superior, onde já funcionam a parte de oftalmologia, ultrassonografia e raio-x, haverá um posto de coleta de exames, 14 leitos de retaguarda pediátrica, além de outros serviços, que gradativamente serão reabertos ? população. “Estamos estudando a melhor forma de ocupar algumas alas e o centro cirúrgico”, diz o secretário municipal de Saúde, Claudio Lucas Miranda.

{n}Sobre o Homenageado{/n}

O Projeto de Lei nº42, do Executivo Municipal, que denomina de “Profº Titular Dr. Antonio de Pádua” o Pronto Socorro Pediátrico do Hospital do Bairro, foi aprovado pela Câmara Municipal na sessão da última segunda-feira (3).

Pádua atuou fortemente no ensino de graduação do curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu. Participou ativamente da ampliação e estruturação da Enfermaria de Pediatria, da ampliação do Atendimento Ambulatorial e do Serviço de Pronto Socorro Pediátrico do Hospital das Clínicas da Unesp.

Também atuou na estruturação dos cursos de graduação oferecidos pelo Departamento de Pediatria, na instalação da Residência Médica e de toda a organização administrativa deste departamento desde sua criação em 1968.

Com a mesma dedicação e profissionalismo, teve também grande atuação no Município de Botucatu, atuando em seu consultório médico em clínica pediátrica e na Santa Casa de Misericórdia, ininterruptamente, por 20 anos. “Foi uma verdadeira referência em atendimento pediátrico, muito respeitado e admirado pela sociedade botucatuense”, justifica o prefeito João Cury Neto.