Governador inaugura novo hospital em Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

Com a presença de diversas autoridades de Botucatu e de várias cidades da região o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, inaugurou na manhã desta terça-feira (22), o Hospital Estadual de Botucatu, que será administrado pela Faculdade de Medicina (FMB), através do Hospital das Clínicas (HC), com apoio da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp).

Voltado a casos de média complexidade, o hospital prestará atendimento nas áreas de clínica médica geral, cirurgia geral, obstetrícia e pediatria, incluindo cuidados aos recém-nascidos. Deverá suprir a atual carência regional na assistência de casos de média complexidade. No espaço estão alocados 76 leitos, dos quais 18 exclusivos para pediatria e oito voltados aos cuidados intensivos.

Com atendimento referenciado, a unidade também mantém uma área de pronto-atendimento, centro cirúrgico com quatro salas, laboratório, ambulatório com 10 consultórios e uma unidade de coleta de leite humano, além de um centro de diagnóstico por imagem com ultrassom, raio-x, ecocardiograma e eletrocardiograma.

A infraestrutura do hospital também conta com almoxarifado, arquivo morto, vestiários, setor de informática, serviços de lavanderia e nutrição e dietética, casa de caldeiras e central de gases medicinais. Já a cozinha e lavanderia antes usadas pelo Hospital “Cantídio de Mouros Campos” passaram pelo processo de reforma em suas estruturas sendo trocados pisos, telhados, fiação elétrica e colocados sistema de ar condicionado e de exaustão.

O investimento total foi de R$ 47,2 milhões e a unidade está instalado na Avenida Ítalo Bacchi, Jardim Aeroporto, em área de 10,2 m2 e terá condições de realizar até 700 cirurgias mensais, quando estiver operando com sua capacidade plena.

A expectativa do novo hospital estadual é atender 6 mil pessoas, em média, anualmente. Sob a gestão do HC a unidade será um campo de estágio e de formação aos graduandos dos cursos de Medicina e de Enfermagem, entre outras áreas da saúde. Nesta primeira etapa de funcionamento foram contratados 283 funcionários, dos quais 86 médicos, 17 enfermeiros e 38 técnicos de enfermagem.

Para o superintendente do HC, professor Emílio Curcelli, o momento é de agradecimento, já que o novo hospital terá a importante missão de absolver os casos de média complexidade para que o HC de Botucatu possa atender aos pacientes mais greves e com problemas de saúde mais complexo. “Ganha o paciente com um novo serviço hospital de qualidade e o sistema de saúde terá mais racionalidade”, disse.

Prefeito João Cury enfatizou que a inauguração do hospital é um dia histórico para a cidade. “Mais uma vez nosso governador mostra o carinho que tem por Botucatu. Depois de 40 anos a cidade ganha um novo hospital de média complexidade que irá prestar um serviço de qualidade 100% gratuito através do Sistema Único de Saúde (SUS). Por causa dos investimentos que foram feitos nos últimos anos Botucatu passou a ser referência regional na área de saúde”, destacou Cury lembrando que também foi inaugurado o Pronto Socorro Pediátrico, a clínica para assistir doentes com dependência química, PS regional, reformas em postos de saúde, entre outros.

Em seu discurso, Geraldo Alckmin, teceu elogios ao trabalho na área de saúde que vem sendo desenvolvido na cidade e classificou João Cury como um dos melhores prefeitos do Brasil. “Botucatu é uma cidade privilegiada que vem tendo um desenvolvimento diferenciado em várias áreas, principalmente na saúde. É só avaliar o que foi feito nos últimos anos. O avanço foi grande e isso só foi possível em razão da seriedade com que a saúde vem sendo tratada. E não falo isso só como governador, mas também como médico anestesista”, disse Alckmin que assinou um convênio de uma verba de R$ 3 milhões para fazer algumas reformas no Pronto Socorro Pediátrico, para melhorar o atendimento ? população.