FMB/Unesp recepciona alunos do quinto ano de Medicina

A recepção ocorreu no Salão Nobre da Instituição e contou com a presença de dirigentes da Faculdade e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB)

 

Após um breve período de férias, os alunos do quinto ano do curso de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) reiniciaram as atividades letivas. O quinto ano marca o início do internato, período prático da formação médica quando passam por estágios obrigatórios. A recepção ocorreu no Salão Nobre da Instituição e contou com a presença de dirigentes da Faculdade e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB).

A programação teve início às 8 horas, no Refeitório do HCFMB, onde foi servido um café da manhã aos internos. Posteriormente, eles se dirigiram ao Salão Nobre onde receberam as boas-vindas e acompanharam algumas palestras proferidas por docentes da FMB.

A vice-diretora da Faculdade, professora Maria Cristina Pereira Lima (Kika), disse que o internato “é um período em que vocês (alunos) confirmam aquilo que já sabem e aprofundam”. A dirigente explicou que a fase em que os estudantes ingressam a partir deste momento é intensa, pois haverá a convivência entre grupos e com os próprios pacientes. 

Para a coordenadora do curso de Medicina, professora Jacqueline S. C. Teixeira Caramori, o internato é uma etapa de complementação da transformação pela qual os alunos passam no decorrer do curso. “A gente espera que vocês sejam dinâmicos, interessados, éticos. Para isso vocês tem que dizer 'não' para a apatia. Agora é acordar cedo, enfrentar os estágios, estar sempre nos ambulatórios”, lembrou.

Representando o superintendente do HCFMB, o gerente médico da unidade, Dr. José Carlos de Souza Trindade Filho, falou que “o internato muda a concepção” dos alunos, pois a prática médica passa a ser um exercício diário. “Aproveitem este campo prático que nós (HCFMB, FMB) dispomos pra vocês. Eu não tenho dúvida de que o Hospital hoje tem muita mais oportunidades no aprendizado do que quando ele começou”, ressaltou.

A presidente da Comissão de Internato, professora Joelma Gonçalves Martin, deu as boas-vindas aos alunos e lembrou da importância que esta fase tem para agregar conhecimento. “Em cada estágio que vocês passarem submerjam nesse estágio. Naquele momento você é pediatra, naquele momento você é psiquiatra, naquele outro momento você é nefrologista”, salientou.

 

Sobre o curso

O currículo é dividido nos três ciclos: básico (1ª e 2ª séries), profissionalizante (3ª e 4ª séries) e internato (5ª e 6ª séries). Os cenários utilizados nas atividades de formação médica são: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) da Secretaria Municipal de Saúde de Botucatu, Centro de Saúde Escola (CSE) e hospitais de nível secundário (Hospital Estadual de Botucatu e Bauru e Hospital do Bairro de Botucatu).