Famesp forma primeira turma de Residência Médica

Na segunda-feira, 29, coordenadores dos programas de Residência Médica da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) e gestores da Fundação e de hospitais sob sua gestão receberam convidados para a cerimônia de encerramento da "I Turma de Residentes dos Programas de Residência Médica da Famesp". O evento foi realizado, no auditório do Hospital Estadual de Bauru. O objetivo dos organizadores do evento foi receber profissionais que atuam com os residentes nas três áreas oferecidas (Clínica Médica, Cirurgia Geral e Pediatria) em diferentes serviços de saúde, bem como gestores e autoridades da saúde de Bauru e de Botucatu.

Os programas de Residência Médica da Famesp tiveram início em 2014, com vagas para áreas básicas como Pediatria, Cirurgia Geral e Clínica Médica. Com duração de dois anos, os programas formam, agora, a primeira turma, com dez médicos. A partir do dia 1º. março, 11 novos médicos residentes vão ingressar nos programas de Residência Médica da Famesp. Com eles, serão 22 alunos matriculados até o momento. 

Na prática

Os residentes da Famesp atuam de forma rodiziada no Hospital Estadual de Bauru, Hospital de Base de Bauru, Maternidade Santa Isabel e em unidades municipais, como Unidades Básicas de Saúde de Bauru e Pronto Socorro de Botucatu. E eles vêm de longe: há residentes do Espírito Santo, Paraná, Goiás, do Piauí e até do Amazonas. Os candidatos são selecionados pelo concurso SUS – um processo seletivo com provas elaboradas pela Fundação Carlos Chagas. A escolha pelo local do programa é feita por ordem de classificação do candidato. 

O Hospital Estadual de Bauru, unidade sob gestão da Famesp, já recebe residentes desde 2006 por meio do Programa de Residência Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (FMB/Unesp). Entre 2006 e 2014, o HEB recebeu 1.162 residentes provenientes da FMB/Unesp para atuação em diversas especialidades. Com os programas próprios, os hospitais gerenciados pela Famesp passaram a receber médicos residentes de outras instituições de ensino do país. 

Para a Coordenadora do Núcleo de Ensino e Pesquisa da Famesp, Rosilene Cordeiro, o credenciamento de programas próprios de residência médica, obtido a partir de 2013, foi uma grande conquista para o incremento do ensino e, consequentemente, para a melhoria na qualidade dos serviços prestados pela Famesp. 

"Formar essa primeira turma é uma satisfação, pois nos dá a certeza de que estamos contribuindo para a formação de médicos em áreas básicas, tão carentes no Brasil. Além disso, esse momento corrobora as ações da Famesp que visam unir ensino e assistência de qualidade", analisa o diretor-presidente da Famesp, Antonio Rugolo Jr., também à frente da Coordenadoria de Serviços de Saúde da Famesp em Bauru.

(Ass. de Imprensa da Famesp / 4 Toques)