Em Fórum, professora da FMB fala sobre ensino da Patologia

Patologistas de diferentes localidades do País se reuniram em São Paulo, nos dias 23 e 24 de novembro, para o III Fórum de Ensino em Patologia. O objetivo foi discutir mecanismos para promover um ensino de qualidade na formação em Patologia durante a graduação em Medicina, além de refletir sobre meios de estimular os alunos a terem na especialidade uma opção de carreira.

A professora Maria Aparecida C. Domingues, do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), participou como palestrante, representando o departamento. O tema de sua apresentação foi: “O que e quando ensinar patologia na graduação médica”.

“Estamos otimistas. O ensino da Patologia é fundamental na formação do médico, pois integra conteúdos do ciclo básico com o ciclo profissional”, disse. Segundo ela, durante as aulas de Patologia são discutidas a etiologia, fisiopatogenia e morfologia das doenças. “Com essas bases, provemos ao aluno formas de reconhecer corretamente e de maneira clara o quadro clínico que o paciente apresenta”, acrescentou.

A professora da FMB recebeu ainda o agradecimento escrito de seus pares da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) – promotora do evento – por ter sido considerada uma das melhores apresentações do fórum, conforme avaliação dos participantes. “Sinto-me muito honrada por me representar minha unidade e meu departamento em uma discussão tão seria e que com certeza resultará em transformações positivas no ensino da patologia em todo país”, observou professora Maria Aparecida.

{n}Estratégias & Encaminhamentos{/n}

No III Fórum de Ensino em Patologia, a coordenadora, professora Myriam Dumas Hahn, fez uma exposição das principais ações realizadas entre novembro de 2007 e outubro de 2011, ocasião em que foram realizados os primeiros encontros acerca do tema.

A coordenação do Fórum, durante o evento, redigiu um documento para a formação de um grupo de trabalho que terá como objetivo identificar estratégias para qualificar o ensino, por meio da aproximação com os residentes.

A proposta apresentada no III Fórum será discutida em mesa-redonda a ser realizada no XXIX Congresso Brasileiro de Patologia, de 13 a 16 de novembro de 2013, ocasião em que será aprofundada a discussão.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa
Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB)