Dois casos importados de dengue são registrados em Botucatu

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) de Botucatu recebeu a confirmação, na manhã desta sexta-feira (1º de fevereiro), de mais dois casos positivos importados de dengue na Cidade. Segundo a VAS, trata-se de um casal, uma mulher de 35 anos e um homem de 31, que foi infectado pela doença na cidade de Ibitinga, Estado de São Paulo.

O trabalho de redução de criadouros de mosquito já foi realizado em um raio de 150 metros quadrados ao redor da casa dos pacientes, localizada na Vila Nogueira, região Central da Cidade. No início da próxima semana, a VAS deverá realizar o trabalho de nebulização nas ruas próximas ? residência dos infectados com o objetivo de eliminar a possibilidade de um mosquito sadio ter picado estas pessoas e, assim, evitar o início de um ciclo de transmissibilidade no Município.

Botucatu recebeu até o momento 14 notificações de casos suspeitos da doença no Município. Além destes dois casos registrados na Vila Nogueira, o Município contabiliza outro caso importados positivo, identificado no Jardim Continental. Neste caso, uma mulher de 31 anos contraiu a doença na cidade de Praia Grande, litoral paulista.

A Vigilância Ambiental orienta ainda que toda pessoa que apresentar sintomas clássicos de dengue como febre alta, dores de cabeça, dor no fundo dos olhos, dores musculares, cansaço, indisposição, devem procurar atendimento médico. O profissional de saúde, ao suspeitar da doença, irá notificar o fato, e as ações de combate ao mosquito será iniciada para se evitar a transmissão da doença.

Aconselha-se ? s pessoas infectadas, ou com suspeita de dengue, a usarem repelentes e permanecerem em repouso por pelo menos seis dias durante o período de transmissibilidade do vírus, que se confere do dia anterior ao aparecimento dos primeiros sintomas até o quinto dia da doença.