Curso visa atuação do médico veterinário no SUS

Foto: Divulgação

 

Com a participação de médicos veterinários dos estados de Pernambuco, Sergipe, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e São Paulo e também da Venezuela, a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, câmpus de Botucatu, realiza a segunda edição do Curso de Planejamento de Saúde Pública Veterinária aplicado ao Sistema Único de Saúde (SUS) e Núcleos de Apoio à Saúde da Família  (Nasf).  O evento é coordenado pelos professores José Rafael Modolo e Cassiano Victoria.

O objetivo dos realizadores é que, ao final do Curso, participantes incorporem no seu trabalho as principais ferramentas de planejamento de ações de saúde pública veterinária, de maneira integrada, diferenciada e de forma humanista.  Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) têm uma constituição multiprofissional que deve atuar de maneira integrada a outros profissionais da Equipe da Saúde da Família e da Equipe de Atenção Básica à Saúde, contribuindo para a integralidade dos usuários do SUS.

A publicação da Portaria 2488 de 21/10/11, que aprova a Política Nacional de Atenção Básica para o SUS, inclui o médico veterinário no Nasf. Dentre as várias atuações do médico veterinário, destaca-se o desenvolvimento de projetos de saúde com foco nas enfermidades transmitidas dos animais para os seres humanos.

A realização do curso vai ao encontro do apelo feito pela Organização Mundial de Saúde para seus países membros, quanto à necessidade de participação do médico veterinário no planejamento, coordenação e administração de programas de saúde. Em 2011, esta postura foi corroborada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) ao recomendar, dentre outras, a inclusão de práticas de administração e gestão nos currículos dos cursos de medicina veterinária e a participação de médicos veterinários em atividades multiprofissionais denominadas “Uma Saúde”, tendo como meta a saúde do homem.

A experiência acumulada pela disciplina de Planejamento de Saúde Animal e Saúde Pública, do Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, da FMVZ, ao longo de mais de 35 anos em atividades extensionistas, possibilitou que fosse elaborado um modelo de planejamento próprio com roteiros de ações apropriados, métodos determinados e objetivos definidos. É este modelo que está sendo apresentado aos participantes do curso através de aulas teóricas e práticas.