Analista da FINEP elogia estrutura de pesquisa da Unesp

Uma equipe da Finep (Financiadora de Estudos e Pesquisas) – órgão ligado ao governo federal – esteve dia 15 de fevereiro em Botucatu para uma visita ? Unidade de Pesquisa Clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB). O objetivo foi fazer um acompanhamento técnico e financeiro sobre como foi montada a estrutura da unidade e se os recursos foram investidos corretamente, inclusive na aquisição de equipamentos usados nas pesquisas.

Márcia Tonin Rigotto Carneiro, gerente técnica da Upeclin, mostrou aos auditores tudo que foi comprado com verba da financiadora e conduziu o grupo pelos consultórios e demais dependências. A avaliação da analista de projetos da FINEP Maria Del Carmem sobre a Upeclin foi bastante positiva. Segundo ela, as metas estabelecidas estão sendo cumpridas. “De uma maneira geral o objetivo do projeto da unidade está sendo atendido”, avalia.

A analista apontou apenas uma dificuldade enfrentada pelo centro de pesquisa clínica: a criação de um mestrado profissional. No entanto, considerou o fato “normal”. “É realmente difícil encontrar professores que se interessem em se responsabilizar pelo curso. Mas vamos continuar insistindo, já que a vigência do projeto vai até dezembro de 2011”, comenta Maria. “Minha impressão da unidade foi muito boa, está bem instalada e bem estruturada”, acrescenta.

Ela salientou que a FINEP apoia a construção do primeiro piso do centro da Upeclin. A ampliação, que tem cronograma previsto para ocorrer em até seis meses, proporcionará que a Upeclin passe a contar com espaços para arquivo, secretaria, salas para administração, espaços para reuniões e treinamentos, além de um local para a farmácia da unidade. O projeto prevê, ao longo do tempo, a construção de três andares no prédio.

Serão investidos R$ 315.394,30 e a verba é resultado do rendimento dos recursos destinados pela FINEP ? implantação da unidade e não foram utilizados inicialmente. Esse lucro do dinheiro que estava aplicado foi possível pelo fato de o dinheiro ser gerenciado pela Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp).

A unidade integra a RNPC – Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Hospitais de Ensino (que conta com 32 unidades) e está instalada em um prédio 600 metros quadrados de área construída que conta com seis consultórios e oito leitos, além de completa infra-estrutura para pesquisa clínica.

É competência da unidade realizar pesquisa clínica (pesquisa em seres humanos) de projetos encaminhados por todas as unidades da Unesp, de interesse do Ministério da Saúde e do SUS, com investimento público ou privado, participando como centro coordenador ou colaborador, desde que o produto em investigação/desenvolvimento atenda todas as legislações vigentes no país. Já ocorrem vários ensaios clínicos multicêntricos desenvolvidos em parceria com várias unidades da Rede Nacional de Pesquisa Clínica.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp e HCFMB