Ambiental e Veterinária realizam curso sobre manejo de abelhas

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), vinculada a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Departamento de Produção Animal, setor de Apicultura da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp de Botucatu, realizarão nesta sexta-feira (25), das 8h30 ? s 17 horas, no próprio setor de Apicultura do campus da Fazenda Lageado, um curso de “Capacitação de biologia e manejo de abelhas africanizadas”.

O curso voltado para os profissionais da Vigilância Ambiental em Saúde, Guarda Civil Municipal (GCM), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar Ambiental contará com uma apresentação de como é realizada a retirada de enxames de abelhas africanizadas. As aulas teóricas e práticas sobre biologia, comportamento e manejo destes insetos serão ministradas pelo professor assistente Doutor Ricardo Orsi.

De acordo com o supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal, Valdinei Moraes Campanucci da Silva, em 2010 a VAS atendeu 307 solicitações de retirada de enxames de abelhas africanizadas na área urbana de Botucatu. “Apenas este até ano, até a metade de fevereiro, já realizamos 102 atendimentos”, relata.

Desde 2009 a Vigilância Ambiental tem realizado em parceria com o setor de Apicultura da Unesp a retirada de enxames de abelhas africanizadas em Botucatu. Enxames instalados em locais de difícil acesso são encaminhados para a equipe do Corpo de Bombeiros. Segundo Campanucci, esta parceria tem dado a população botucatuense um atendimento mais rápido ? s solicitações.

{n}{tam:25px}Alerta {/tam}{/n}

A equipe da VAS orienta a população a não tentar fazer a retiradas de enxames de abelhas ou vespas. O procedimento deve ser feito pela própria Vigilância Ambiental, que pode ser acionada pelos telefones 150 e 3813-5055. Fora do horário de atendimento da Vigilância, que é de segunda a sexta-feira das 7h30 ? s 11h30 e das 13 ? s 17 horas, a GCM deve ser acionada através do telefone 199.

Fonte: Secretária de Comunicação