Ambiental avalia foco de larvas do mosquito da dengue

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) de Botucatu iniciou neste mês de janeiro, a atividade de Avaliação de Densidade Larvária (ADL) com objetivo de colher uma amostragem probabilística do índice de infestação do mosquito transmissor da dengue no Município.

Os agentes de saúde pública estão realizando a ADL na região norte da Cidade. O percentual de larvas positivas coletadas por recipientes será um indicador do índice de infestação da doença. Em 2014, no mesmo período, 1,3% dos imóveis visitados apresentavam larvas positivas, índice considerado baixo, devido à alta estiagem.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece a seguinte classificação dos índices de infestação por aedes aegypti: de 0 a 1% dos imóveis com larvas, satisfatório; de 1,1 a 3,9%, sinal de alerta; acima de 3,9%, risco de epidemia.

A VAS também ressalta a importância de se permitir a visita do agente de saúde pública aos imóveis, pois os funcionários têm experiência na área e podem identificar possíveis criadouros do mosquito, os quais podem passar despercebidos pela população.