Cadeia de São Manuel chega ao limite do tolerável

A situação da Cadeia Pública de São Manuel chegou ao limite do suportável. Com superlotação, os presos espalhados pelo pátio em razão de várias celas serem danificadas em uma rebelião recente controlada pela polícia, tentaram uma nova fuga, iniciando a escavação de um túnel

A Cadeia Pública de São Manuel que está instalada na Avenida José Horácio Melão, nº 140, região central da cidade foi construída para abrigar 40 presos, mas, atualmente, tem comportado mais de 200, ocasionando mais de 30 presos por cela.

De acordo com a resenha policial, por volta das 21h30, os presos se mostravam agitados e os carcereiros perceberam movimentação suspeita no interior do pátio, onde estavam os presos. Acionado reforço, compareceram ao local 12 agentes, o diretor da cadeia, José Mário Toniato, além de outros delegados da Polícia Civil inclusive o seccional, Antônio Soares da Costa Neto e quatro viaturas da Polícia Militar de Botucatu, comandada pelo tenente Sayki, para o policiamento no perímetro externo da cadeia.

Os presos foram colocados em um corredor em frente ? s celas e lá permaneceram, até o término da revista do pátio, onde foi localizado um início de túnel com dimensões aproximadas de 0,6m de diâmetro, por um metro de altura e 0,3m de comprimento. Segundo avaliação policial, os presos tentariam chegar a uma das celas e de lá cavar um buraco até a rua.

Em razão de mais esta tentativa de fuga, a polícia não teve outro caminho a não ser interditar o pátio e os presos tiveram que ser remanejados paras as celas que haviam sido interditadas por terem sido parcialmente destruídas (buracos possibilitam transito de presos entre a celas).

A polícia também informa que não há feridos e nenhum preso foi feito refém, assim como nenhuma arma foi localizada em poder dos amotinados. A expectativa é que parte dos presos seja transferida durante esta quinta-feira para outros estabelecimentos carcerários com o intuito de desafogar a cadeia sãomanuelense.

Vale lembrar que a cadeia de São Manuel pode ser interditada a qualquer momento pela Justiça, ficando na mesma situação de Botucatu que hoje não pode ter uma rotatividade maior do que 120 presos. A cadeia de Botucatu, antes de ser interditada, chegou a comportar 264 presos, distribuídos em dez celas. A situação de São Manuel é ainda mais grave, pois cada cela chega a comportar mais de 30 presos.