Abelhas africanizadas tiram a vida de lavrador

Foi na Fazenda Cotovelo, no Bairro Moquém, em Anhembi, onde os policiais militares cabo Erasmo e soldado Telles, encontraram o cadáver do lavrador/tratorista Idivando Corrêa Leite (não divulgada a idade), em meio a um pasto, no assoalho de um trator.

Destaca uma testemunha de nome Antônio que estava a certa distância e observou o tratorista fazendo seu trabalho e momentos depois percebeu que não havia mais ninguém no volante. Ele se aproximou e viu o homem caído no assoalho com dezenas de picadas de abelhas. O detalhe é que essa testemunha não ouviu gritos ou pedido de socorro.

A Polícia Militar compareceu ao local e acionou a Polícia Técnica e Cientifica para realizar o laudo pericial. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Botucatu, através da Funerária Coração de Jesus.

Como não foram encontradas abelhas nas imediações, a hipótese mais provável é que os insetos estavam enxameando (revoando procurando um local para fazer a colméia) e foram atraídas pelo barulho do motor do trator e atacaram o tratorista.