Pardini diz que se vice estivesse definido, o anuncio já teria ocorrido

A discussão em torno do nome que será o vice na pré-candidatura de Mário Pardini vem tomando boa parte das conversas políticas em Botucatu. Pelo que é especulado hoje, apenas André Peres (PC do B) e Caco Colenci (PV) são candidatos, com amplo favoritismo para o primeiro. Aliás, muitos afirmam que Peres já está sacramentado como o indicado.

Mas se a escolha está definida, por qual motivo não há o anuncio ? Pelo simples fato de não existir definição, tampouco que está apenas entre os dois nomes ventilados. O próprio Mário Pardini fez essa afirmação ao Acontece Botucatu.

“Se o André Peres já fosse o escolhido, já teríamos anunciado. Acho que quanto mais cedo a divulgação, melhor. Não é uma questão da hora exata de anunciar o André ou o Caco, mas o fato é que esse nome não existe ainda, não passa do campo da especulação”, disse o pré-candidato.

Apesar de colocar um balde de água fria nas discussões que apontam a escolha de André Peres, Mário Pardini admite o favoritismo do Secretário de Obras. “O André está sim um passo na frente, pois já se colocou à disposição, conhece como ninguém a prefeitura e é uma pessoa trabalhadora. Ele tem a simpatia de muitas correntes políticas e conhece o funcionalismo”, afirmou.

Mário Pardini ainda disse em entrevista que a discussão é muito importante para limitar a dois nomes, admitindo que novas figuras possam aparecer. “Estamos decidindo isso com muito cuidado, não é escolher por vaidade ou por afinidade. Há que se ter coerência na escolha. A decisão passa em grande parte pelas minhas mãos, mas afirmo que o grupo está trabalhando em conjunto para isso”, diz Pardini.

Qual o perfil preferido de Pardini?

Após quase uma hora de conversa, Mário Pardini revelou ao Acontece Botucatu quais as características que considera primordiais para a construção do nome em torno do vice. “Tem que somar na campanha, somar no grupo. Não adianta nada ter um perfil vencedor se não contribuir no trabalho. Mas prioritariamente, tem que possuir uma lista de serviços prestados para cidade, com uma generosa dose de ética e competência”, explica o Superintendente da Sabesp. 

Na noite de 15 de janeiro deste ano, o nome de Mário Pardini foi escolhido pelo PSDB como pré-candidato a prefeito. Horas antes, quando não havia a certeza de um consenso no ninho tucano, o prefeito João Cury, presidente do Diretório Municipal do PSDB, disse em entrevista ao Acontece Botucatu qual o perfil ideal para um vice. “Vamos discutir nesta noite o pré-candidato, muito posteriormente vamos conversar sobre o vice. Naturalmente que a figura do vice tem que ser o oposto do candidato”, disse na oportunidade João Cury.

Baseado nessas palavras, natural seria que o vice de Pardini fosse uma figura com mais bagagem política, mas não é exatamente assim que o pré-candidato do PSDB pensa. “Eu sou extremamente técnico, e gostaria de ter um vice com perfil parecido. Mas além disso, tem que existir ética e lealdade. Acho que a discussão do vice passou a ter essa importância por tudo o que o Caldas representou nesses 8 anos. Após o Caldas, a figura do vice ganhou uma enorme responsabilidade na esperança de um trabalho do mesmo nível”, finalizou Pardini.