Lideranças sindicais e de classes discutem Plano de Governo

Lideranças sindicais e de classes de Botucatu foram convidadas pelo prefeito João Cury, candidato ? reeleição, para discutir e darem sugestões ao Plano de Governo, que está em fase final de elaboração.

João e Professor Caldas receberam e conversaram com José Antônio Faggian, secretário geral do Sintaema (Sindicado dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo); Emílio Angella Neto, presidente da ACE/CDL; José Manoel Leme, presidente do Sispumb (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Botucatu); Carlos Roberto Negrisoli, presidente do Sindicato dos Comerciários e José Luís Fernandes – diretor social do Sindicato da Construção Civil.

“A importância de participar com ideias no Plano de Governo é a certeza de um compromisso democrático em prol da nossa cidade. As entidades sindicais são representantes dos trabalhadores e conhecem seus anseios, podendo assim colaborar para um futuro melhor”, destacou José Manuel Leme, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Botucatu.

Emílio Angella Neto, presidente da ACE/CDL ressaltou que não é a primeira vez que eles são convidados para participar de decisões importantes sobre o rumo de Botucatu. “Nesses quase quatro anos do João (Cury) na Prefeitura nós fomos convidados para participar das decisões por diversas vezes. O poder é dele, é ele quem toma as decisões, mas sempre nos consulta. Antes do João nós nunca tivemos essa abertura. Isso reflete diretamente na Cidade, de forma positiva. Se metade do que passamos como sugestões ao Plano de Governo forem realizadas, já nos daremos por satisfeitos, pois tudo foi feito com muito estudo e de forma direcionada”, afirmou.

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Carlos Roberto Negrisoli, exaltou a ação de João e Caldas em escutar as lideranças para finalizar o Plano de Governo para os próximos quatros anos, de Botucatu. “É uma medida inovadora, para expor as idéias dos nossos representados, em busca de melhorias para população de forma geral”, apontou.

A renovação do contrato com a Sabesp – realizada no governo João e Professor Caldas – foi lembrada pelo secretário geral do Sintaema, José Antônio Faggian. “A Sabesp é uma empresa que tem muitos funcionários e por pouco não perderam tudo. Lutamos por quase 10 anos pela renovação e só conseguimos graças ao apoio do João”, destacou Faggian, que completou. “É importante discutir o Plano de Governo, as políticas de saneamento, que atingem as empresas que contam com muitos trabalhadores que moram no município”, explicou.