TOR localiza carro roubado e prende receptador

Na madrugada dessa segunda-feira (29), policiais do Tático Ostensivo Rodoviários (TOR) patrulhavam um posto de combustível na Rodovia Castello Branco na altura do km 193, quando perceberam que o condutor de um Toyota/Corolla na cor prata, ao ver a viatura arrancou com o veículo do posto em alta velocidade. Ele foi seguido e abordado pelos policiais militares rodoviários em frente a Base da Polícia Militar Rodoviária de Pardinho, já no km 198.

Durante a abordagem, os militares perceberam o condutor um pouco nervoso, além de apresentar contradições nas suas alegações quanto aos motivos de sua viagem. Mesmo o condutor apresentando o CRLV do automóvel e os policiais, à princípio, observarem que o chassi e lacração da placa não aparentarem adulterações, além de consultarem o veículo e nada constar, os policiais do TOR resolveram aprofundarem-se nas pesquisas devido a suspeita causada pelo condutor, que apesar de ter 67 anos de idade, tinha informações controversas sobre sua viagem.

Foi então que os policiais militares rodoviários entraram em contato com o proprietário do veículo em São Paulo e este informou que seu veículo estava na garagem de sua residência, confirmando as suspeitas dos militares que passaram então a vistoriar minuciosamente o veículo que ostentava as placas do veículo que estava guardado em São Paulo.

Após várias consultas, os policiais do TOR, através da numeração da caixa de câmbio do automóvel chegaram a verdadeira placa que pertencia a um veículo da mesma marca, modelo, ano de fabricação e cor do automóvel ali abordado, porém esse veículo possuía queixa de roubo em São Paulo ocorrido na última quarta-feira, dia 24/09, quando a proprietária foi rendida por dois homens armados, que mediante grave ameaça de morte, subtraíram seu veículo.

Os policiais militares rodoviários do TOR deram voz de prisão ao idoso Admar Luiz Ferreira, de 67 anos, pelo crime de receptação de veículo roubado, sendo que ele acabou por confessar que estaria levando o veículo até Bauru, onde outro homem estaria o aguardando e receberia R$ 500,00 pelo transporte do carro. Os policiais verificaram que o idoso possuía vários antecedentes criminais por receptação, falsa comunicação de crime, estelionato, entre outras.

O idoso criminoso e o veículo clonado foram encaminhados até a delegacia de Plantão de Botucatu, onde foi lavrado o flagrante pelo crime de receptação, sendo que o preso foi encaminha à Cadeia Pública de Itatinga.