Segurança foi tranqüila durante a Virada Cultural

Embora milhares de pessoas de Botucatu e de outras cidades da região tenham prestigiado as atrações promovidas pela Virada Cultural Paulista e a Feira da Mandioca, eventos que aconteceram neste final de semana, nenhuma ocorrência considerada grave foi registrada.

A maior preocupação era com relação a furtos de veículos estacionados nas proximidades dos principais pontos do evento como a Praça “Professor Pedro Torres” (em frente a Prefeitura Municipal); Espaço Cultural “Antônio Gabriel Marão” (na Avenida Dom Lúcio) e Teatro Municipal “Camilo Fernandes Dinucci” (Praça Coronel Moura – Paratodos).

De acordo com o capitão Aleksander Lacerda, comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar (PM), tudo transcorreu de maneira tranquila e a PM trabalhou usando seu contingente administrativo e operacional nos dois dias com viaturas e motocicletas por diferentes pontos da cidade.
“Felizmente as pessoas vieram com o intuito de se divertir e os casos registrados foram corriqueiros e acontecem com freqüência. Nada de mais sério foi registrado nos dois dias do evento, embora a concentração de pessoas nos locais das atrações tenha sido grande”, colocou o capitão da PM.

O comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Sérgio Bavia, que reassumiu o cargo depois de uma temporada se recuperando de uma contusão na perna, salientou que disponibilizou todos os agentes para o trabalho de patrulhamento ostensivo.

“Desde o início da Virada Cultural até o seu final, mantivemos dezenas de agentes com viaturas e motos patrulhando a Cidade, num trabalho conjunto com Polícia Militar. Costumo dizer que o trabalho conjunto da GCM e PM inibe a criminalidade e tivemos uma festa bastante tranqüila”, comemorou Bavia.

Fotos: Valéria Cuter