Morte de mulher em hospital está sendo investigada

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) está trabalhando para esclarecer a morte de uma senhora de 44 anos que estava internada no Hospital das Clinicas (HC) da Unesp, de Botucatu desde o dia 30 de maio deste ano. No atestado de óbito consta: “morte a esclarecer”.

Isso porque de acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) essa mulher chamada Adriana de Fátima Garcia, moradora do Jardim Bom Pastor, foi internada com hematomas no corpo e com uma lesão grave na cabeça. E não se sabe quem fez a internação, ou seja, quem a teria levado até ao HC para ser medicada.

De acordo com o delegado da DIG, Geraldo Franco Pires, o caso está sendo investigado como homicídio e maiores detalhes não poderiam ser passados para não atrapalhar o trabalho que está sendo realizado pela equipe de investigadores para elucidação do caso.

 “Estamos levantando dados e fazendo o cruzamento de informações e o próximo passo é descobrir quem teria internado essa mulher que já chegou em estado grave ao hospital e veio a falecer.  Nas próximas horas poderemos ter novidades”, disse o delegado.