Marginais atacam a base da PM em Rubião Júnior

Na manhã desta quinta-feira aconteceu uma grande movimentação da Polícia Militar, na base do Distrito de Rubião Júnior, instalada bem próxima a entrada lateral da Unesp pela Avenida Bento Lopes. O local foi vistoriado pelo comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), José Aparecido Godói Siqueira.

Durante a madrugada, pessoas ainda não identificadas atearam fogo no toldo de lona da porta de entrada na base e quebraram um dos vidros. Foi feito um levantamento do local e os autores do crime estão sendo procurados.

Após a elaboração do Boletim de Ocorrência (BO) onde foi constado os danos causados na base, duas hipóteses foram levantadas: a de que o ato criminoso foi cometido por vândalos que passaram pelo local ou a de que foi um espécie de vingança em represália a prisão de Leandro Gomes Freire, de 23 anos de idade, conhecido como Leandrinho Amarelo, que segundo a polícia comanda o tráfico naquela região.

Esse rapaz foi preso na manhã de quarta-feira (6) numa operação desencadeada pelos policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), na Rua Vicente Pimentel nº 48, no Distrito de Rubião Júnior.

Amarelo é apontado como o proprietário de meio quilo de cocaína apreendido no dia 4 de março deste ano, na mesma rua, quando foi presa uma senhora de 63 anos de idade de nome Maria Isaura, que permanece na Cadeia Pública de Itatinga por ter sido indiciada em crime de tráfico de entorpecentes. Seria ela quem guardava a droga em sua casa a pedido do acusado.

De acordo com o comandante do 12º BPM-I, ainda não se tem pistas dos suspeitos do crime. “Ainda não sabemos o que de fato aconteceu e tudo está na base das hipóteses. Tenho certeza de que com o trabalho conjunto que está sendo feito pela Polícia Militar e Civil e Guarda Civil Municipal (GCM), chegaremos aos autores desse crime”, previu Siqueira.

Por: Quico Cuter
Fotos: Macaru