Ladrões que agiram no Condomínio Indaiá são presos

Foi através do trabalho conjunto desenvolvido pelos policiais especializados da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), da Guarda Civil Municipal (GCM), que resultou na prisão de Wellington Silva de Almeida e Juliano de Jesus, que foram recolhidos ? Cadeia Pública.

Eles são apontados como autores de um furto e um roubo cometido no Condomínio Indaiá, que fica em frente ao trevo de entrada da empresa Eucatex, uma das maiores empresas fabricantes de chapas prensadas do mundo. Trabalharam nesta operação o delegado titular da DIG, Celso Olindo, com os policiais Marcos e Vitor, assim como os agentes do GAPE: Adeilson, Trombaco e Júlio.

Ambos os crimes foram cometidos o mesmo dia na segunda quinzena deste mês de novembro. Através de um trabalho investigativo a dupla foi presa no bairro onde residem, ou seja, Parque 24 de Maio. Um terceiro elemento chamado Jerry, que seria o mentor intelectual dos crimes, não foi localizado, mas já está com a prisão decretada e a polícia acredita que seja capturado nos próximos dias.

No caso do furto, onde foram levados aparelhos eletrodomésticos, a vítima não quis fazer o Boletim de Ocorrência, mas no roubo os marginais renderam uma mulher e levaram seu aparelho de telefone celular. Foi apurado que os dois crimes foram cometidos por essas mesmas pessoas, no mesmo dia.

“Primeiramente, eles invadiram uma casa onde os proprietários estavam ausentes e furtaram aparelhos eletrodomésticos e depois se deslocaram até outra casa na mesma rua do bairro e renderam a mulher. Eles imaginaram que a casa estava vazia como a anterior. Quando viram mulher anunciaram o assalto e levaram um telefone celular. Dois foram presos e a prisão do terceiro elemento é uma questão de tempo”, frisou o delegado da DIG. “Com essas prisões outros crimes poderão ser esclarecidos”, finalizou o delegado.