Homem de 57 anos está sendo acusado de abusar de criança

A delegada Simone Alves Tuono, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) está trabalhando na busca de elucidação de um caso de estupro que teria sido cometido por um senhor de 57 anos de idade, contra uma criança de apenas 06 anos. Embora o crime tenha ocorrido em janeiro deste ano, somente agora os pais decidiram tornar público em razão das ameaças que vêm sofrendo por parte do autor desse crime que é proprietário da casa onde essa família mora.

“O inquérito está aberto e ainda não ouvimos o depoimento do acusado, fato que deverá acontecer nos próximos dias. O laudo pericial revela que a menina não sofreu lesões, mas teria sido molestada com o homem passando a mão em suas partes genitais por cima da roupa. Mas, ainda é prematuro afirmar alguma coisa sobre este caso”, destacou as delegada da DDM.

Consta no Boletim de Ocorrência (BO) que uma vizinha teria observado o homem molestar a criança. Para Simone Tuono o depoimento dessa mulher será uma importante peça no inquérito. “Em casos como este procuramos trabalhar com muita cautela evitando passar maiores detalhes do caso. O que posso afirmar é que a denúncia contra esse homem existe e a investigação está sendo feita”, observou a delegada.

O pai dessa criança afirmou que está vivendo momentos de terror. “Não saio mais de casa, acordo com qualquer barulho e mantenho as portas fechadas e os trincos calçados com móveis. Além de ter abusado da menina ele (o acusado) vive ameaçando minha família”, revelou. “Estou procurando uma maneira sair dessa casa, pois minha família vive com medo. Eu só quero Justiça!”, emendou.
Pela nova lei do estupro, para se caracterizar o crime não é necessário que o ato sexual seja consumado. Basta que o infrator passe a mão nas partes íntimas da vítima. Por questões óbvias os nomes dos envolvidos no caso, assim como local onde a menina teria sido molestada sexualmente, serão mantidos em sigilo até que tudo tenha sido esclarecido.