Homem de 55 anos é assassinado com dois tiros

Um caso de homicídio doloso foi registrado no final da tarde desta sexta-feira na Estrada Municipal Bofete/Guareí, Bairro Alpes da Castelo, na cidade de Bofete, tendo como vítima um senhor chamando José Raimundo da Silva, de 55 anos de idade. A ocorrência foi atendida pelos policiais militares cabo Escorsi e soldado Corrêa.

Consta na resenha que os policiais realizavam patrulhamento pela Praça da Matriz da cidade quando foram abordados por uma testemunha de nome Nelson Peres, informando que seu sócio de nome Francisco Lopes Pereira, de 54 anos, teria ligado pra seu telefone particular para revelar que havia desferido tiros contra José Raimundo.

Ainda segundo revelações desta testemunha, os dois discutiram e a vítima teria sacado de uma arma. Para se defender teria disparado os tiros contra o desafeto e fugido. A vítima ficou caída no chão e ele desconhecia se estava morta ou não. Disse ainda, sempre de acordo com declaração dessa testemunha, que iria ficar 48 horas foragido para escapar do flagrante e depois se entregaria ? polícia, acompanhado de um advogado.

Os policiais e uma ambulância se deslocaram até o local indicado e encontraram José Raimundo da Silva já em óbito com dois tiros: um na nuca e um no abdome. O filho da vítima, de nome Reinaldo (31) também esteve no local e acompanhou os policiais até sua casa onde foi apreendida uma espingarda de fabricação caseira pertencente ao seu pai e um facão. A arma que ele, supostamente, carregava e com a qual teria ameaçado o indiciado no momento da discussão não foi localizada.

O delegado responsável da área, Lourenço Talamonte Neto, confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) de homicídio e determinou seus investigadores para localizar o acusado para que explique os reais motivos que o levaram a tirar a vida de José Raimundo. Se o acusado cumprir o que teria dito por telefone ao seu sócio, deverá se entregar, espontaneamente, nas próximas horas.