Homem com hipotermia é atendido pela GCM

Um morador de rua (R.V.), de 52 anos de idade, que já é conhecido da equipe do Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim) foi encontrado caído em via pública em meio ao frio e a chuva já em estágio de hipotermia (ocorre quando a temperatura corporal do organismo cai abaixo do normal (35°C), de modo não intencional, sendo seu metabolismo prejudicado), correndo risco de vida. O fato se deu na Rua Independência, defronte ao n° 265, na Vila Rodrigues.

Populares acionaram a Guarda Civil Municipal (GCM) e a inspetora Cintia e agente Júlio, estiveram ao local para prestar ajuda, através do Programa de Atendimento Familiar e ao Idoso (Pafi). “Nesse tipo de operação é comum a intervenção da GCM que tem um trabalho em parceria com o Camim para recolher pessoas que geralmente se agrupam em praças da Cidade para ingerir bebida alcoólica e outras substâncias entorpecentes”, comentou a inspetora Cintia (foto).

Após verificação, foi constatado que R.V. estava embriagado e que, de acordo com os moradores do local, se encontrava caído pelo local havia 3 horas, debaixo de chuva. Como o caso exigia cuidados foi solicitado o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) que constatou a hipotermia e tomou as medidas necessárias encaminhando o homem ao Pronto Socorro (PS) Regional.

{n}Outro caso{/n}

Outro atendimento de auxílio ao público realizado pela GCM contou com os agentes Paula e Pedro, na Rua Joaquim Lyra Brandão, região da Vila São Benedito. Desta vez, moradores daquela localidade alegaram que um rapaz de 18 anos de idade estava precisando de apoio por ter ingerido entorpecente em excesso.

Como esse rapaz já tem um histórico de uso de entorpecentes desde adolescência e necessitava de atendimento médico, os guardas optaram por acionar a ambulância municipal para que fosse encaminhado até o Pronto Socorro (PS) Regional, onde recebeu os cuidados médicos necessários, permanecendo internado.