GCM tira de circulação condenado de alta periculosidade

Homicídio, tráfico de entorpecentes, roubo ? mão armada, lesão corporal dolosa, porte ilegal de arma, resistência e desacato. São esses os crimes que estão contidos na ficha criminal de Antônio Aparecido de Oliveira Dias Maciel, o Toninho, de 39 anos de idade, com pena de 9 anos a cumprir e que foi preso na tarde desta quinta-feira (15), na Rua Domingos Policastro, região do Bairro Recreio do Hawai, pelos agentes Prado e Paula, da Guarda Civil Municipal.

Esse cidadão, considerado de alta periculosidade, estava cumprindo pena na Penitenciária de Lavínia, mas obteve o benefício da saída temporária (saidinha) do Dias dos Pais e não retornou no dia e horários determinados pela direção do presídio e passou para a lista dos procurados da Justiça.

Os guardas executavam patrulhamento preventivo naquela região da Cidade quando avistaram o indiciado que estava ao lado de outro cidadão e pararam a viatura para a abordagem. Porém, ambos saíram correndo e os agentes focaram a ação em Toninho que já é bastante conhecido e havia mudado seu comportamento ao perceber a viatura, despertando as maiores suspeitas.

O averiguado não permitiu ser revistado e entrou em luta corporal com os agentes, que tiveram que usar força física moderada para contê-lo. Não bastasse isso, familiares do Toninho passaram a hostilizar os agentes e a situação foi contornada com a chegada da viatura do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) e motos do Grupo Especial de Patrulhamento Ostensivo com Motocicletas (GEPOM).

Encaminhado ? Delegada de Investigações Gerais (DIG), Toninho Maciel, prestou depoimento ao delegado Sérgio Castanheira, que confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) determinando o seu recolhimento ? Cadeia Pública de Botucatu até que seja ser escoltado ? penitenciária para dar sequencia ao cumprimento de sua pena.

Fotos: Valéria Cuter