GCM fecha o cerco contra uso de cerol

A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou, na última segunda-feira (20), uma operação contra o uso de cerol em Botucatu. A ação abrangeu os bairros Jardim Continental, Jardim Itamarati e Vila Nova Botucatu e contou com a participação dos agentes Courel e Camargo, além dos inspetores Belo e Cintia.

Os trabalhos foram desencadeados no início da tarde devido ? s inúmeras denúncias recebidas pela GCM sobre o uso do cerol nos bairros citados. Assim, os guardas municipais se deslocaram até os locais e apreenderam certa quantidade de linha cortante. Entretanto, os indivíduos que faziam uso do material empreenderam fuga.

Durante a ação, a Guarda vistoriou as linhas utilizadas por pessoas e crianças que brincavam com pipa no local. Porém, a maioria não continha cerol, o que revela o resultado positivo das atividades de conscientização nas escolas sobre o uso de linha cortante.

A GCM intensificará a operação nos próximos dias uma vez que o período de férias escolares ainda está em vigor. As ações devem ser constantes em bairros cuja incidência desta prática é maior. A multa aplicada ? s pessoas que utilizam o cerol é de R$ 1 mil.

Cerol é o nome atribuído a uma mistura de cola com vidro moído (ou limalha de ferro) que é aplicado em linhas de papagaios, também conhecidos como pipas. O resultado é uma linha extremamente cortante, que pode trazer riscos (inclusive de morte) para quem aplica e para quem usa a linha com cerol. Além disso, as linhas com cerol trazem riscos para a vida selvagem (em especial pássaros), para pedestres, motociclistas e motoristas de carros conversíveis.