GCM fecha o cerco contra bares sem alvarás

Com vistas a coibir irregularidade e abusos de estabelecimentos comerciais, que funcionam no horário noturno em diferentes regiões da Cidade, principalmente bares, a Guarda Civil Municipal (GCM) vai intensificar a fiscalização de alvarás, assim como orientar aos responsáveis dos locais averiguados quanto a perturbação do sossego público, tendo em vista várias reclamações de munícipes a respeito do excesso de barulho.

“Esse trabalho vai ser intensificado para que a lei municipal seja respeitada. Não é de nosso interesse proibir o trabalho de quem quer que seja, mas existem normas que devem ser cumpridas. Estaremos atentos quanto a isso e puniremos aqueles que não estiverem trabalhando dentro das especificações vigentes”, alertou o comandante da GCM, Sérgio Luiz Bavia (foto).

No ano passado, a GCM atendeu 1.207 solicitações de perturbação de sossego e muitos casos foram relacionados a estabelecimentos comerciais que permaneceram abertos fora do horário especificado e sem alvarás. “Nós procuramos sempre usar o bom senso orientando e alertando os proprietários sobre seus os direitos e deveres, mas em alguns casos foi necessário lacrar estabelecimentos que estavam com a documentação irregular. Se os comerciantes trabalharem dentro das normas especificadas, seguramente, não terão nenhum problema”, orientou Bavia.

Ele lembra que a Guarda Municipal registrou 46 mil ações durante o ano de 2012. Sem disparar um único tiro foram computados 21.700 atendimentos comunitários; 16.945 solicitações ao telefone 199; 3.903 patrulhamentos em próprios municipais; 1.207 atendimentos a perturbações do sossego; 1.070 patrulhamentos em escolas; 870 mediações de conflitos; 380 ações ambientais; 184 pessoas presas (104 em fragrante e 80 condenados capturados); 31 veículos apreendidos e 08 veículos recuperados.

O secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos, delegado Adjair de Campos, elogiou o desempenho da GCM ao longo de 2012 e não deixou de enaltecer o trabalho conjunto que é desenvolvido, conjuntamente, com a Polícia Militar (PM) e Polícia Civil, em diferentes operações, que fez de Botucatu, por dois anos consecutivos, a Cidade mais segura entre os municípios com mais de 100 mil habitantes.

“Esse sincronismo e a união das forças de segurança da Cidade foram de significativa importância para alcançarmos esses números. Essa é uma conquista de todos, pois ninguém faz nada sozinho”, frisou Adjair de Campos. “Enfrentamos muitos desafios para mudar os conceitos e a maneira de trabalhar e hoje a nossa GCM é respeitada, se tornando referência nacional. Procuramos, contando com total apoio do prefeito João Cury Neto, dar estrutura aos nossos agentes. Investimos na qualificação e capacitação para que pudéssemos desenvolver nosso trabalho, ganhar a confiança e ter credibilidade junto ? população”, complementa o secretário.