GAPE prende cidadão com material furtado de creche

Na noite desta sexta-feira (19) a Guarda Civil Municipal (GCM) com o inspetor Pimentel e agentes Rezende e Pichinin do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) efetuou a prisão de Ademir Rodrigues, de 39 anos de idade. O fato ocorreu no Residencial Santa Maria I, onde os agentes foram solicitados por um motoqueiro durante o patrulhamento, dando conta que havia visto um individuo pulando o alambrado da creche em construção e arrastando armações de vergalhões de aço.

Diante das informações fornecidas por este cidadão, os guardas optaram pela averiguação nas imediações e lograram êxito em localizar o individuo arrastando as armações de aço e trajava exatamente as vestimentas que o motoqueiro havia dito momentos antes.

Realizada a abordagem ao suspeito e indagado a procedência do material que transportava ele alegou ter comprado de um cidadão que não conhece e teria pagado a importância de R$ 20,00. Os GCM’s foram até a creche municipal em construção e constataram que o furto havia sido cometido.

Além de existir vestígios de que as armações haviam sido arrastadas daquele local e que os produtos eram mesmo furtados, os guardas notaram também que (as armações) tinham etiquetas de identificação idênticas as que estavam com o averiguado e armazenadas na creche.

Foi dada a voz de prisão ao indiciado e conduzido ao Plantão Permanente, onde o delegado Marcos Sagin Campos ouviu a versão do indiciado e optou pela lavratura do auto de prisão em flagrante delito de receptação dolosa, embora houvesse evidências de que o indiciado havia furtado as armações de vergalhões de aço daquela creche municipal. Por se tratar de crime afiançável o delegado arbitrou o valor de R$ 700,00, porém o indiciado não honrou com o pagamento e acabou preso em flagrante e recolhido na Cadeia Pública de Botucatu, onde permaneceu ? disposição da Justiça.