Fogo consome material de pesquisa da FMVZ da Unesp

Fotos: Valéria Cuter

O Instituto de Criminalista (IC) está trabalhando em um laudo pericial para esclarecer as causas de um incêndio ocorrido na manhã desta segunda-feira (30) em uma ala da Faculdade de Veterinária e Zootecnia (FMVZ), da Unesp de Botucatu onde três salas de inspeção de alimentação foram atingidas pelo fogo.

O incêndio foi detectado por volta das 9 horas, pelo pós-graduando André Vicente Ruiz de Matos, que estava no local percebeu o fogo se propagando e acionou, imediatamente, o Corpo de Bombeiros. “Foi tudo muito rápido e quando vi o fogo sai correndo para acionar os bombeiros”, lembra Matos.

Os policiais compareceram ao local com dois caminhões pipas e combateram as chamas antes que o fogo se alastrasse ainda mais. Três botijões de gás que corriam risco de explosão foram retirados de uma das salas.

Embora ninguém tenha ficado ferido, as chamas destruíram farta documentação contendo materiais de pesquisas de mais de 30 anos de estudo. Por muito pouco o fogo não alcançou uma sala com produtos inflamáveis que fica ao lado da área atingida.

Uma sala que tinha material científico de pesquisas de dois professores, sobre produção e inspeção de alimentos provenientes de animais, como leite e seus derivados, foi atingida e as pesquisas mais antigas, desapareceram em meio ? s chamas.

A direção da faculdade da Medicina Veterinária espera que o trabalho investigativo que está sendo feito revele as causas desse incêndio. Afirma a direção que esse prédio havia sido reformado recentemente e todas as instalações são novas.