DDM fecha o cerco contra a exploração sexual

Fotos: Valéria Cuter

 

Sob o comando da delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM),  Simone Firmino Tuono, com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) foi realizada uma mega operação na noite de quinta-feira (25), na região da Vila Santana, conhecida como principal ponto de prostituição da Cidade com o objetivo de coibir a prostituição infantil, crimes de importunação ofensiva ao puder, além da fiscalização em bares e uso e tráfico de entorpecentes.

Durante a operação policiais e agentes percorreram várias ruas e praças, focando a atenção nas imediações de bares onde as mulheres e travestis costumam abordar “clientes” para fazerem programas sexuais.

“Muitas reclamações de moradores são feitas, denunciando mulheres e travestis que ficam pelas ruas, principalmente, nas imediações de bares abordando pessoas em trajes sumários para programas sexuais. Nossa maior preocupação é com relação a prostituição infantil”, explicou a delegada.

Simone Tuono esclarece que vários travestis foram detidos para averiguação, encaminhadas à DDM e cadastrados. “Várias pessoas foram detidas para que seja feito esse cadastro para nosso controle.  Oportunamente outras operações serão realizadas com esse mesmo objetivo”, frisou  a autoridade policial civil, lembrando que nenhum caso de exploração infantil foi detectado.