Ameaça de morte deixa PM em estado de alerta

Foto: Valéria Cuter

Um telefonema anônimo feito nesta segunda-feira (17) ao telefone 190 do Centro Operacional da Polícia Militar (PM) deixou o comando em estado de alerta. Isso porque do outro lado da linha uma pessoa alertou que um policial seria assassinado nas próximas horas. Esse informante anônimo ainda disse que a decisão (de assassinar um policial) havia sido tomada numa reunião (não disse onde, nem quem participou dela), ocorrida neste final de semana.

Posterior a esse telefonema ameaçador outra ligação chegou ao 190 dando o nome do suspeito de ter feito a ligação anterior. O comandante interino do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior, major Jorge Duarte Miguel (foto), confirmou que houve a ameaça por telefone, adiantando que o autor já estava sendo procurado.

Ao final da tarde os policiais detiveram um suspeito e o encaminharam a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), mas acabou sendo liberado, já que não assumiu a autoria do crime e não havia provas contra ele. O caso continua sob investigação. O nome e o local onde esse suspeito acabou detido não foram divulgados para não comprometer o trabalho investigativo.