Ambiental faz a apreensão de seis espingardas

O 2º Pelotão da Polícia Militar Ambiental de Botucatu por intermédio do sargento Martins e soldado Mariano, efetuando o trabalho de patrulhamento na zona rural da Cidade para atender a uma denúncia anônima de caça de animais da fauna silvestre, apreendeu seis espingardas desmuniciadas. Três delas eram de calibre 28 (uma delas cano duplo), duas de calibre 36 e uma de pressão.

No local estava um homem de 79 anos de idade que alegou desconhecer a origem do armamento. Além das armas, os policiais também encontraram cartuchos de diferentes calibres, sendo 21 de calibre 28 (05 intactos e 16 deflagrados), 18 de calibre 36 (06 intactos e 19 deflagrados) e vários petrechos (como pólvora e chumbo) para recarga de cartuchos.

A particularidade é que o armamento e a munição estavam num cômodo que fica na parte externa da casa/sede, próximo a um apiário com vários “caixões” de abelhas. O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao Plantão Permanente sendo apresentado ao delegado Mauro Sérgio Rodrigues dos Santos e indiciado em crime de porte ilegal de arma de fogo.

Na ocasião da prisão não foi possível o delegado arbitrar fiança, em razão das espingardas estarem com a numeração adulterada, infringindo artigo 16 do Estatuto do Desarmamento, lei nº 10826/03. Ele, então, foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cerqueira César. Horas depois de ser preso o acusado ganhou a liberdade por determinação judicial.