“Santão” acaba preso com 20 pedras de crack na cueca

Inspetor Leite e os agentes Celso, Barcaça, Trombaco, Adeilson, Júlio e Bozzoni, da Guarda Civil Municipal (GCM), após denúncia anônima ao telefone 199, efetuaram a prisão de Anderson Felipe de Souza, de 20 anos de idade, conhecido nos meios policiais pelo vulgo de “Santão”. A operação se deu na noite desta segunda-feira (26), na Rua 1º de Maio, Vila Antártica, onde os agentes compareceram no local e depararam com três indivíduos, sendo que um deles seria suposto traficante, alvo da denúncia.

Diante da situação suspeita os agentes tentaram efetuar a abordagem, porém somente “Santão” não obedeceu a ordem, incitando populares contra os mesmos, que solicitaram apoio de outras viaturas, inclusive a do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE). Com o reforço “Santão”, embora tenha resistido, acabou sendo contido com uso de força física moderada.

Descreve o Boletim de Ocorrência (BO) que, mesmo com a presença de várias viaturas, os populares continuaram tentando impedir a ação da GCM, quando foi necessário o uso de munição de efeito moral para conter a tentativa de agressão, chegando ao ponto de desconhecidos tentarem retirar a arma de um dos guardas.

Após a dispersão das pessoas que investiram contra os guardas foi realizada a busca pessoal no acusado e localizadas com ele 20 pedras de crack escondidas em sua cueca e a importância de R$ 30,00 em dinheiro. Foi dada voz de prisão e durante o trajeto até o Plantão Permanente, “Santão” chegou a oferecer R$ 6 mil aos guardas que o prenderam para que não fosse apresentado ? autoridade policial.

Os agentes negaram tal oferta e deram continuidade na ação apresentando “Santão” ao delegado Marcelo Lanhoso de Lima que após ouvir os envolvidos, ratificou a voz de prisão, fazendo seu enquadramento em crime de tráfico de entorpecentes e desacato, sendo recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu, onde ficou ? disposição da Justiça.