Polícia Civil de Ibiúna prende 23 pessoas e desarticula quadrilhas do tráfico

Nos locais onde foram realizados os mandados, foram localizados drogas, balanças de precisão, documentos contábeis das operações do tráfico, telefones celulares e veículos

 

A Polícia Civil de Ibiúna, área do Deinter 7 Sorocaba, desarticulou na manhã de ontem, quinta-feira, 03/12, com a prisão de vinte e quatro pessoas, duas quadrilhas que exploravam o tráfico de drogas na cidade, em especial nos bairros Vargem do Salto, Cupim, Matadouro, CDHU Santa Lúcia, Cachoeira, Rosarial e Centro.

O trabalho de investigação teve início em Maio e, ao longo desses oito meses, outras sete pessoas já haviam sido presas e um adolescente apreendido, todos por tráfico. Segundo os policiais civis, essas quadrilhas eram chefiadas por líderes regionais de uma facção criminosa.

Drogas, balanças de precisão, documentos contábeis das operações do tráfico, telefones celulares e veículos, foram apreendidos nessa megaoperação, que contou com cento e dezessete policiais civis de diversas cidades da região e trinta e nove viaturas. Cães farejadores das Guardas Civis de Cerquilho e Salto auxiliaram na localização dos entorpecentes.

A operação tinha 30 mandados de prisão e 21 de busca. Do total, 23 foram cumpridos, outras sete pessoas ainda não foram localizadas e as buscas continuam. Nos locais onde foram realizados os mandados, foram localizados drogas, balanças de precisão, documentos contábeis das operações do tráfico, telefones celulares e veículos.  Para os delegados de Ibiúna, José de Arruda Madureira Júnior e Fabrício Lopes Ballarini, o sucesso da ação deu-se, principalmente, pelo sólido trabalho de inteligência policial e diligências de campo.

Segundo Fabrício Lopes Ballarini, as investigações começaram em maio deste ano, quando um dos líderes de uma das quadrilhas foi preso em uma operação que prendeu dez líderes de uma facção na região norte de São Paulo. O rapaz foi solto no dia 17 de novembro. "Começamos a desconfiar que ele, mesmo preso, comandava o tráfico em Ibiúna. E demos início aos trabalhos de inteligência policial e diligências de campo. Como ele foi solto, conseguimos um mandado de prisão temporária", diz.