Sindicato dos Médicos é criado em Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

 

Na noite desta sexta-feira foi, oficialmente, criada a regional do Sindicado dos Médicos do Estado de São Paulo (Simesp) em encontro realizado no Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu, na Rua Rodrigues César, Vila dos Lavradores para a assembleia geral extraordinária  que  deliberou pela  eleição da diretoria regional; votação da diretoria e definição de endereço da entidade.

O encontro contou com a presença do presidente estadual da Simesp, Eder Gatti, que conduziu os trabalhos e deu posse à nova diretoria. Também marcaram presença o vereador Lelo Pagani representando a Câmara Municipal, médicos e representantes dos sindicatos da Construção Civil, Comerciários e Metalúrgicos.

A primeira diretoria foi composta por quatro médicos da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), ficando na presidência Paulo Bonequini. Como diretor tesoureiro foi escolhido Thiago Herberst e como diretores adjuntos Viviane Mello Mendes e Pedro Padula Neto, que irão cumprir mandato até 18 de julho de 2017.  A sede regional funcionará em um imóvel na Avenida Bento Lopes, nº 587, em Rubião Junior, a menos de 100 metros da entrada à Unesp.

O sindicato terá como base territorial, além de Botucatu, outras 16 cidades: Águas de Santa Bárbara, Anhembi, Arandu, Areiópolis, Avaré, Bofete, Itaí, Itatinga, Manduri, Paranapanema, Pardinho, Piraju, São Manuel, Sarutaiá, Taquarituba e Tejupã. 

“Foi esse um passo enorme para a nossa categoria, pois Botucatu é um ponto estratégico do estado como uma cidade com o maior número de médicos por habitantes. A diretoria regional terá todo respaldo que precisar da Simesp. Desejo muita sorte a essa nova diretoria”, disse Eder Gatti.

Pedro Bonequini escolhido para presidir a regional do sindicato adianta que o objetivo é prestar um melhor atendimento à classe médica. “O Simesp valoriza e defende a atividade médica, luta pela dignidade no exercício da profissão e defende o acesso à saúde”, disse Bonequini, adiantando que uma das prioridades nesses primeiros meses de gestão é traçar  as diretrizes de gestão e incentivar os médicos a se associarem.