Região participa do Congresso dos Municípios

Governador, ministros, deputados, secretários estaduais e representantes do Poder Judiciário já confirmaram presença nos diversos debates que serão realizados durante o 59º Congresso Estadual de Municípios, da Associação Paulista de Municípios (APM), que será realizado de 7 a 10 de abril,  próximo na cidade de Serra Negra.

Para o presidente da APM, Marcos Monti, prefeito da cidade de São Manoel, o encontro será uma oportunidade para os prefeitos consolidarem uma nova posição na discussão da conjuntura nacional. “Há tempos temos dito que os municípios precisam parar de mendigar, de viver de pires na mão, ora atrás do Estado, ora atrás da União”.

A abertura solene ocorre na terça-feira, dia 7, com o pronunciamento do presidente Marcos Monti, do prefeito e vice da Estância Hidromineral de Serra Negra, respectivamente, Antônio Luigi Ítalo Franchi e Felipe Amadeu Pinto da Fonseca, do presidente da Câmara Municipal da cidade, Danilo Francisco Andrade Guerreiro, do vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França e da presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Cristiana de Castro Moraes.

Os trabalhos começam sempre com uma sessão plenária, na qual são analisadas e votadas as sugestões de prefeitos e gestores públicos apresentadas na forma de documento escrito. Após as sessões plenárias têm início os encontros temáticos, momento em que são apresentadas as experiências de gestores públicos dos mais diversos setores, dos mecanismos introduzidos no controle e fiscalização aos regulamentos que tornam possível o acesso das prefeituras a programas de apoio e desenvolvimento, entre outros.

Saúde será o tema que receberá tratamento especial no Congresso “Este tem sido o grande fator de insatisfação da população. Somos eleitos para ouvir o povo, trabalhar e fazer com que os serviços nessa área sejam cada vez melhores. Por isso, no Congresso, vamos reunir muita informação e encaminhar propostas e reivindicações em todos os níveis, municipal, estadual e federal”, diz Monti.

 

59 anos seguidos

O primeiro Congresso Estadual da APM foi realizado precisamente há 59 anos na mesma cidade de Serra Negra. Mesma cidade é força da expressão porque, nesse tempo, a cidade mudou, o estado mudou e o Brasil mudou. Mas o fato é que por 59 anos seguidos a Associação Paulista de Municípios esteve presente na vida do País dando vez e voz aos prefeitos e demais gestores públicos, muitas vezes sendo o único canal disponível.

O secretário-geral da APM, Carlos Cruz, ex-prefeito de Campinas, realça que são poucos os acontecimentos institucionais no Brasil que conseguem manter uma trajetória que desafia as barreiras do tempo e das reviravoltas da política nesse período. “Mesmo no auge do regime militar mantivemos nosso compromisso com as cidades e com as pessoas, porque ao dar voz aos prefeitos estamos ampliando as possibilidades de que a qualidade de vida dos munícipes seja considerada”, diz Cruz.

Para o presidente da APM, Marcos Monti, os desafios também mudaram de dimensão. “Antes tínhamos um país agrário, com a maioria da população vivendo no meio rural. Hoje, a absoluta maioria vive em cidades, utilizam meios mais rápidos de locomoção e comunicação, e demandam soluções na mesma velocidade”.

Por isso, prossegue Monti, “o encontro dos prefeitos, vereadores, secretários municipais e demais gestores públicos durante o 59º Congresso será mais uma etapa importante no sentido de unir novos esforços, firmar compromissos e trabalhar resolutamente no sentido de melhorar a vida das pessoas”.