Pessoas de rua são treinadas para o mercado de trabalho

De forma inédita, pessoas que vivem em situação de rua e são atendidas pelo Centro de Atenção ao Migrante, Itinerante e Mendicante (CAMIM) estão tendo a chance de sonhar com um novo caminho a ser seguido em suas vidas, a partir da qualificação para o mercado de trabalho.

Ao final do ano passado, a Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, ofereceu, gratuitamente, dois cursos profissionalizantes voltados, exclusivamente, ao atendimento de pessoas em situação de rua acompanhadas pelo serviço social do CAMIM, em processo de saída das ruas, ressocialização e reinserção familiar.

O curso de embalagem para presentes reuniu 10 alunos e foi ministrado por técnicos do Senac, que ensinaram técnicas para confecção de caixas e sacos de embalagens de presentes, laços e flores de papel.

O curso de Jardinagem foi ministrado por uma técnica agrônoma do Senac e também beneficiou 10 pessoas com aulas práticas sobre mudas de flores e hortaliças para conhecimento de técnicas diferenciadas de plantio.

“Constatamos a satisfação e interesse dos participantes no desenvolvimento das atividades com sentimento de valorização de suas habilidades, auto-estima e perspectiva de aprendizagem e colocação no mercado de trabalho”, informa a coordenadora do CAMIM, Irani Branco Lourenço.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Maria Della Coletta, o resultado dessa primeira ação foi altamente positivo e sua equipe técnica já trabalha no planejamento de novas capacitações para 2012. “Não se trata de uma ação fácil já que atendemos pessoas cujos vínculos, principalmente os familiares, estão fragilizados. A abordagem tem que ser feita de forma especializada. O poder público tem que possibilitar oportunidades de inclusão para essas pessoas, a fim de que elas possam construir uma nova história”, declara.

Vale lembrar que o CAMIM é um serviço da Secretaria Municipal de Assistência Social que trabalha com pessoas em situação de rua e tem a finalidade de assegurar atendimento e atividades direcionadas para o desenvolvimento de sociabilidades, fortalecimento de vínculos interpessoais e familiares, autonomia para a construção de novos projetos de vida.