Oposição lança chapa para concorrer ? presidência da OAB

O advogado Evandro César Pires Rizzo, será o candidato oposicionista da eleição da Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Botucatu na prevista para acontecer no próximo dia 29 de novembro, no horário comercial. A computação dos votos teria início após o término do pleito. Atualmente, a presidência da OAB é ocupada pelo advogado Samir Daher Zacharias. Na outra chapa o candidato a presidente é André Murilo Parente Nogueira.

Evandro Rizzo terá como companheiros de chapa: Ricardo Alessi Delfim (vice-presidente); Rafael Monteiro Teixeira (secretário geral); Raquel Cristina Barbuio (secretária geral adjunta) e Luciano Augusto Fernandes Filho (tesoureiro). Como conselheiros da chapa estão os advogados José Luiz Delmanto, Anésia Maria Godinho Giacóia, Everaldo Nogueira e Marcos de Souza Consorte.

De acordo com o que está descrito no panfleto de campanha de Rizzo, a chapa intitulada “Em Defesa da Advocacia” foi formada com intenção de priorizar os direitos e deveres do profissional. “Nesse caminho, não só encontrei aliados, mas amigos munidos de muita raça, determinação, vontade e disposição que me incentivaram a concorrer ? presidência para trabalhar em prol de uma OAB com atitude e valorização do advogado”.

Para conseguir os votos dos companheiros, a chapa oposicionista elencou uma série de propostas que estão sendo apresentadas, entre elas o projeto de ampliação e melhoria na assistência judiciária gratuita; modernização e equiparação das salas dos advogados; fazer convênios com o comércio local, editoras, pousadas, hotéis e agências de viagem; buscar linhas de crédito especiais ? advocacia; aperfeiçoar o profissional com elaboração de cursos e biblioteca digitalizada; aproximar o advogado da população; dar suporte a quem está em início de carreira, entre outras.

Está inserido no plano de gestão o fortalecimento das comissões mediante encaminhamento direto dos processos e temas de suas respectivas áreas de abrangência para emissão de parecer que reflita os reais interesses da sociedade civil e consistem em apoio ? s ações do Conselho Seccional, além de uma maior participação na organização de eventos, palestras e recomendações.

Também consta no programa que será redirecionada a Comissão de Ouvidoria que, além de receber sugestões e reclamações referentes ao exercício da advocacia, órgão imprescindível na orientação e defesa dos direitos dos profissionais da OAB, centralizando e processando os trabalhos, inclusive, com parecer da diretoria, sempre pautando pelo apoio ao colega, mantendo a imparcialidade e o rigor na apuração das irregularidades praticadas no exercício da advocacia.