INSS de Botucatu continua aderindo a greve nacional

Quem precisar dos serviços do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de Botucatu no início desta semana vai ter complicações.  Os funcionários mantêm a greve que também atinge várias regiões brasileiras.  O movimento começou no dia 7.

Uma assembléia realizada na última sexta-feira optou pela continuidade do movimento já que não houve acordo entre as partes envolvidas e as negociações para costurar  um entendimento deverão  prosseguir nos próximos  dias.

O sindicato da categoria reivindica reajuste de salários de acordo com a inflação acumulada, de 27,5%, melhores condições de trabalho e segurança, abertura de concursos públicos para contratação de mais funcionários e gratificações, incorporação de gratificações ao salário e regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas.

Quem  agendou atendimento em uma Agência da Previdência Social (APS) e não for atendido deve ter o atendimento remarcado. O reagendamento será realizado pela própria APS, e o segurado poderá confirmar a nova data ligando para a Central 135 no dia seguinte à data originalmente marcada. Para evitar prejuízos nos benefícios dos segurados, o INSS vai considerar a data originalmente agendada como a data de entrada do requerimento. Qualquer dúvida é só entrar em contato com o telefone 135.