Gás natural canalizado chega a Botucatu em 2015

Fotos: David Devidé

A Cidade de Botucatu também poderá contar com os benefícios advindos da utilização do gás natural a partir de 2015. A chegada de uma nova opção de energia econômica, segura e ecologicamente correta no município reflete em ganho de competividade ? s indústrias, em melhora da qualidade do ar e de vida da população, além de no desenvolvimento econômico da Cidade, com atração de investimentos e a geração de empregos diretos e indiretos.

A previsão para o início das obras de construção da rede de distribuição de gás natural é neste mês de fevereiro, com entrada do fornecimento marcada para o ano que vem. A Gas Natural Fenosa, concessionária estadual do serviço público, está investindo R$ 86 milhões na infraestrutura de distribuição que soma 105 km de extensão, com início próximo ao km 172 da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), no município de Laranjal Paulista, e terminando nas proximidades da área industrial da Eucatex, em Botucatu. Nas proximidades da estrada de acesso a Duratex, ainda há uma derivação da rede, chegando até próximo desta empresa.

Seguindo o desenvolvimento normal de mercado do gás natural em todos os municípios atendidos, a energia chegará, primeiramente, ? s indústrias e postos de combustíveis de Botucatu e, em um segundo momento, aos comércios e ? s residências. “Após a conclusão da rede principal de distribuição, que atende as indústrias e postos de distribuição de GNV (gás natural veicular), terá início a execução da expansão para os comércios e as residências”, adianta o diretor geral da Gas Natural Fenosa em São Paulo, Armando Laudorio. “A projeção da empresa é ampliar o fornecimento de gás natural junto com o crescimento da Cidade. A Gas Natural São Paulo Sul, aposta no desenvolvimento econômico de Botucatu” acrescenta Laudorio.

Atualmente, a Gas Natural Fenosa opera por volta de 1,4 mil km de redes, que distribuem gás natural canalizado para 16 cidades da região Sul do estado de São Paulo. Este total compreende mais de 41,6 mil clientes, sendo: em torno de 40.000 residências, 1.100 comércios, 200 indústrias e 27 postos de GNV.

{n}Competividade, segurança e ecologia{/n}

O uso de gás natural significa, entre outros benefícios, economia nos gatos com energia. A economia é significativa para os grandes consumidores, que são as indústrias, sendo que os índices de redução nos gastos variam de uma empresa para outra.

Por ser um combustível de queima total e constante, acarreta em uma maior eficiência do processo produtivo, gerando economia e resultando em um produto melhor acabado. Sua queima considerada “limpa”, ou seja, isenta de resíduos e fuligem, também ocasiona o aumento da vida útil dos equipamentos, evitando gastos com manutenção.
Outro benefício advindo do uso do gás natural é a colaboração ambiental, pois emite baixíssimos índices de poluição. Em razão da sintonia com o meio ambiente, o gás natural é um dos combustíveis mais indicados para uso em indústrias, contribuindo para que as empresas obtenham os certificados de adequação ? s normas ambientais.

O gás natural é considerado um dos combustíveis mais seguros que existem. Por ser mais leve que o ar, dissipa-se rapidamente na atmosfera e não oferece risco de explosão, em caso acidental de vazamento. A indústria ainda pode contar com uma assistência técnica especializada, que garante a segurança e a qualidade da instalação do serviço.

Além das características próprias do combustível que lhe conferem segurança, a Gas Natural Fenosa segue rigorosamente as normas brasileiras e internacionais para a construção das redes externas de transporte do gás natural e dos sistemas internos de fornecimento.