Funcionários da Sabesp querem fim do salário regional

Fotos: Luiz Fernando

Na manhã desta quinta-feira (18), dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) se reuniram com os funcionários do Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) de Botucatu para um manifesto com o intuito de iniciar a campanha salarial de 2013 e reivindicar o fim do salário regional da categoria.

Segundo o secretário do Sintaema, José Antônio Faggian, o salário regional causa diferença salarial entre a capital paulista e o litoral com o interior do Estado. “Nosso propósito é a equiparação do salário. Hoje estamos fazendo um manifesto público, mas não descartamos a possibilidade de uma paralisação geral, caso o salário regional não seja revisto”, disse o sindicalista.

Faggian salienta que a categoria já está fazendo a pré-campanha para maio com relação ao dissídio coletivo que está sendo colocado em pauta. “Já entregamos a proposta ? direção da empresa em São Paulo e estaremos iniciando o ponto principal desta campanha salarial em protesto ao fim do salário regional e a volta do Adicional de Tempo de Serviço (ATS) que nós perdemos no ano de 2000 e estamos tentando reconquistar”, disse o sindicalista.

Ele salienta que o Sintaema vem percorrendo o interior do Estado motivando a categoria para a luta para derrubar de vez o salário regional. “Em São Paulo e litoral paulista o salário é 20% maior do que os trabalhadores do interior do Estado, que prestam os mesmos serviços. É contra isso que estamos lutando, pois não é justo que companheiros sejam prejudicados”, frisou Faggian.