Escritório de Apoio da FMB/Unesp ? Pesquisa inova

Escritório de Apoio ? Pesquisa (EAP). Essa é a atual denominação do Grupo de Apoio ? Pesquisa (GAP) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), órgão assessor da instituição, criado em 2004. O EAP, sob a atual denominação e coordenação, mantém o tradicional apoio técnico dos profissionais de Estatística e se prepara para oferecer algo mais ? comunidade.

Serão oferecidos cursos para aprimorar os conhecimentos sobre metodologia científica, análise estatística (básica e avançada) e outras demandas que se fizerem necessárias.“Queremos formar um grupo de docentes dispostos a rever projetos de pesquisa na sua íntegra ou em parte ? queles membros da comunidade que desejarem a opinião de colegas mais experientes. Apoio a ser oferecido sempre com o espírito o mais aberto possível e de colaboração desinteressada e voltada ao esforço de produzir mais e melhor ciência na FMB”, afirma professor Silvio Alencar Marques, atual coordenador do EAP.

O tradicional apoio na tradução para o Inglês ou Espanhol, que sempre foi uma das atividades mais procuradas no GAP, passa, a partir desse ano de 2013, a seguir as atuais regras instituídas pela FMB. Ou seja, no modelo atual, é necessário que os artigos sejam submetidos ao Programa de Internacionalização da Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa da Unesp (Prointer), que concede auxílio para versão e correção de artigos científicos e para eventuais taxas de publicação. Essa regra, no entanto, não exclui o EAP do papel de apoio ? versão de textos oriundos da comunidade da FMB quando as circunstâncias assim o indicarem.

“Queremos estimular a Comunidade da FMB a manter seu interesse nos serviços que o EAP tradicionalmente oferece e a nos auxiliar na busca do aperfeiçoamento constante de nossos serviços. Contem conosco!”, frisa o coordenador do Escritório de Apoio ? Pesquisa da FMB.

{n}Breve histórico{/n}

O GAP sempre se estruturou para fornecer apoio ao delineamento da pesquisa, oferecendo análise da metodologia proposta, assim como da estatística e dos custos, além da elaboração de orçamento e auxilio no preparo do projeto para envio ? s agências de fomento ? pesquisa. Também auxiliava na prestação de contas dos projetos contemplados pelas agências. Finalizada a pesquisa o então GAP ainda oferecia apoio na tradução do trabalho para a língua inglesa ou espanhola.

“Essa ideia excelente, de oferecer apoio especializado aos diferentes segmentos da FMB, desde os alunos até os docentes mais graduados, é praticada em raras unidades da Unesp e, quero crer, em raras Instituições de ensino superior no Brasil”, afirma o professor Silvio de Alencar Marques, coordenador do EAP.

Da Assessoria