Defesa Civil alerta sobre previsão de fortes chuvas

A Defesa Civil Estadual encaminhou para as Coordenadorias Regionais e Municipais de Defesa Civil, previsão meteorológica especial para o Estado de São Paulo, tendo em vista a passagem de uma frente fria que associada ? umidade vinda da Amazônia, pode acarretar pancadas de chuva de forma generalizada seguidas de rajadas de vento e descargas elétricas em praticamente todo o Estado até este sábado (12).

O coordenador geral de Defesa Civil do Município, Paulo Renato da Silva (foto), salienta que devido a possíveis transtornos que podem ser ocasionados, como alagamentos, transbordamentos e deslizamentos de terra, é necessário que a população tome algumas precauções.

“Não há motivo algum para apreensão. Então orientamos a população para que se previna limpando calhas de sua residência e não coloque lixo nas calçadas que causa entupimentos dos bueiros. Orientamos também as pessoas que estão construindo para que retire qualquer tipo de material de construção que esteja na rua porque isso ocasiona também algum tipo de entupimento e assoreamento nos rios”, ensina Paulo Renato.

O coordenador também destaca que numa chuva forte, é importante que as pessoas permaneçam em suas residências e não procure vias de fluxo intenso de trânsito. “Todas essas medidas vão colaborar para a Defesa Civil, para que a gente possa atender não só a população, mas evite qualquer tipo de ocorrência de maior gravidade na Cidade”, orienta o coordenador geral de Defesa Civil.

Segundo aponta a Defesa Civil Estadual, as chuvas deverão começar pelo oeste de São Paulo e divisa com o Paraná e se propagam para as demais regiões gerando grandes acumulados. Esperam-se precipitações com intensidade forte de maneira localizada e chuvas que variam de fraca a moderada, de longa duração, na maior parte do Estado.

Nos dias 11 e 12 (sexta-feira e sábado), a chuva se mantém estacionária sobre São Paulo, atuando, principalmente, na divisa com Minas Gerais e interior. Nas demais regiões, as chuvas se alternam com períodos de melhoria. Os municípios devem ficar atentos para a continuidade das chuvas e os acumulados, que poderão ocasionar transtornos, como alagamentos, transbordamentos e deslizamentos de terra.

A Defesa Civil Estadual recomenda o acompanhamento dos próximos boletins para atualização da previsão do tempo e em caso de emergência ou dúvidas, a população deve procurar imediatamente as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (199) ou os órgãos de emergência como Corpo de Bombeiros (193) e Polícia Militar (190).