Católicos comemoram Semana Santa com atividades religiosas

A Semana Santa é uma data muito antiga do catolicismo e que tem o objetivo de celebrar tradicionalmente a paixão, a morte e ressurreição de Jesus Cristo – o símbolo maior na Semana Santa e o motivo pelo feriado durante a data. Em Botucatu cada igreja terá sua programação que se iniciou neste domingo (1º de abril) com a missa e a benção dos ramos. Durante a semana as igrejas programaram uma série de cerimônias religiosas que se encerram no próximo domingo, dia 08, com a Páscoa.

O Domingo de Ramos é uma festa móvel cristã celebrada no domingo antes da Páscoa. Jesus é recebido em Jerusalém como um rei, mas os mesmos que o receberam com festa o condenaram ? morte. Jesus é recebido com ramos de palmeiras. Nesse dia, são comuns procissões em que os fiéis levam consigo ramos de oliveira ou palmeira, o que originou o nome da celebração.

Segundo os evangelhos, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os discípulos e entrou na cidade como um rei, mas montado num jumentinho – o símbolo da humildade – e foi aclamado pela população como o Messias, o rei de Israel. A multidão o aclamava: “Hosana ao Filho de Davi!” Isto aconteceu alguns dias antes da sua paixão, morte e ressurreição. A Páscoa Cristã celebra, então, a ressurreição de Jesus Cristo.

{n}Programação{/n}

A Terça-Feira Santa celebra as sete dores da Virgem Maria, a Nossa Senhora. Nesse dia, os cristãos cumprem promessas por ser considerado um dia de “Penitência”.

A Quarta-Feira Santa encerra o período chamado de quaresmal. Celebra-se neste dia, a Caminhada Penitencial e a Missa dos Santos Olhos.
Na Quinta-Feira Santa, que é chamada de Quinta-Feira da Ceia é relembrada a Última Ceia. A Missa de Lava-pés e celebrada nesse dia e é nesta noite, inclusive, que Jesus é interrogado, preso e na sexta-feira de manhã é açoitado e condenado a morte.

A Sexta-Feira Santa, chamada de Sexta-Feira da Paixão é recordada a Morte do Salvador, pela igreja. As celebrações desse dia envolvem a Solene Ação Litúrgica, Paixão e Adoração da Cruz. É a data em que os cristãos lembram o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo, através de diversos ritos religiosos. Este dia pertence ao Tríduo Pascal, o mais importante período do ano litúrgico. A igreja celebra e contempla a paixão e morte de Cristo, pelo que é o único dia em que não se celebra, em absoluto, a Eucaristia. Por ser um dia em que se contempla de modo especial Cristo crucificado, as regras litúrgicas prescrevem que neste dia e no seguinte (Sábado Santo) se venere o crucifixo com o gesto da genuflexão, ou seja, de joelhos.

No Sábado Santo, que é também conhecido como o Sábado de Aleluia, é um dia de reflexão por ser o dia que antecede o feriado da Páscoa, no calendário do cristianismo. O Sábado de Aleluia é o último dia da Semana Santa e onde se faz a tradicional Malhação de Judas, representando a morte de Judas Iscariotes.

O Domingo de Páscoa é dia de encerramento da Semana Santa, já que é o dia em que Jesus ressuscitou. É nesse dia que acontecem as comemorações mais importantes, evidenciando a vida, o amor e toda a misericórdia de Deus para com seus filhos. Depois de morrer na cruz, o corpo de Jesus foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu por três dias, até sua ressurreição. É o dia santo mais importante da religião cristã. A festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dados como presentes.

Fotos: Maria Rita Cuter