Campanha contra afogamentos acontece em Botucatu

Com o aumento das temperaturas, piscinas, rios e praias são destinos certos de muitos nestas férias escolares. Mas a água que refresca pode também representar um grande perigo: os afogamentos.  Com a finalidade de prevenir este tipo de acidente, a Defesa Civil da Prefeitura Municipal, em parceria com o Corpo de Bombeiros e com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192), lançaram a operação “Viva Verão 2015”. 

Entre as atividades a serem desenvolvidas está a instalação de placas em pontos de maior risco como em cachoeiras da região e bairros como o Rio Bonito (foto), Mina e Porto Said.  Em um terceiro momento, o tema também será trabalhado nas escolas do Município, para alertar sobre os cuidados que as pessoas devem ter em piscinas.

A maior novidade deste ano em relação a campanha desenvolvida no ano passado, será o  curso de salvamento  a ser ministrado pelo sargento do Corpo de  Bombeiros, Claudenir Celestino de Jesus.  Participarão das aulas  os socorristas do Samu, agentes da Guarda  Municipal e pessoas de entidades engajadas na campanha.

“A maioria dos casos de afogamento acontecem em cachoeiras do município, com vítimas jovens em situação de lazer e que normalmente não seguem as normas de segurança estabelecidas e acabam excedendo os limites permitidos. O uso de álcool é um dos fatores de risco mais importantes na epidemiologia do afogamento”, informa a coordenadora do Samu Botucatu, enfermeira. Priscila M. Vieira de Almeida.

O coordenador da Defesa Civil, Paulo Renato da Silva,  destaca que no verão, os casos de afogamento em todo o País praticamente dobram. “O programa visa mostrar para as pessoas os riscos do afogamento, ajudando-as a prevenir sobre qualquer situação perigosa”, argumenta, lembrando que os telefones para emergência são: 199 (Defesa Civil); 192 (Samu); e  193 (Corpo de Bombeiros).  “Também faremos bloqueios educativos e distribuição de panfletos alusivos à Campanha”, complementa.