Arcebispo Dom Aloysio Penna é velado em Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

Clima de muita comoção. Foi assim o velório de Dom Aloysio José Leal Penna, Arcebispo Emérito de Botucatu que faleceu na manhã de terça-feira (19) aos 79 anos de idade e foi velado nesta quarta-feira na Catedral Metropolitana onde milhares de pessoas passaram para dar o seu último adeus. O religioso estava internado no Hospital Madre Teresa, em Belo Horizonte (MG), em coma induzido, respirando com ajuda de aparelhos.

O corpo de Dom Aloysio chegou durante a madrugada e seu velório teve início nas primeiras horas da manhã. A partir das 9 horas foram iniciadas as celebrações de missas de corpo presente a cada duas horas.

Nesta quinta-feira acontece a missa das Exéquias (orações com os quais a comunidade cristã acompanha seus mortos e os encomendam a Deus), ? s 10 horas. Após a missa, o corpo de Dom Aloysio será transladado para o Rio de Janeiro, sua cidade natal, onde será velado na Igreja Santo Inácio do Colégio dos Jesuítas, em Botafogo, e ali sepultado junto a seus confrades.

Dom Aloysio José Leal Penna nasceu em 7 de fevereiro de 1933 na cidade de Piquete (SP). Religioso jesuíta foi ordenado sacerdote em 21 de dezembro de 1963 e bispo no dia 22 de julho de 1984. Esteve ? frente da diocese de Paulo Afonso (BA) por dois anos e foi transferido para diocese de Bauru como bispo coadjunto em 10 de abril de 1988, ao lado de Dom Cândido Padin, durante dois anos. No dia 4 de setembro de 1990 foi nomeado o 3º bispo diocesano de Bauru, função que exerceu até agosto do ano 2000. Em 27 de agosto de 2000 tomou posse como arcebispo de Botucatu. Sua renúncia se deu em 19 de novembro de 2008, por ter completado 75 anos, idade limite para o exercício do episcopado.