Aos 91 anos Tinoco será homenageado em Botucatu

No próximo dia 4 de dezembro (domingo), amigos e fãs do cantor Tinoco estarão fazendo uma homenagem o cantor que, juntamente, com seu irmão Tonico foram os que mais deram expressividade a musica sertaneja raiz. Tinoco que está no auge dos seus 91 anos de vida, completados em 19-11-2011, é nascido no Município de Botucatu, especificamente, no Bairro do Guarantã, que hoje pertencente a Pratania.

A homenagem se iniciará ? s 10 horas da manhã com a 17ª Missa Sertaneja a ser celebrada pelo Padre Orestes Gomes, na Igreja Nossa Senhora Menina, na Vila Maria, onde estarão convidados, amigos de infância do cantor e a madrinha dos sertanejos, Inezita Barroso, além de outras personalidades conhecidas no mundo sertanejo.

Após a missa acontece a “queima do alho” e o almoço caipira ao preço de R$15,00, com a renda total revertida ao Tinoco. Na sequencia será realizado um grande show com a presença da Banda Musical Botucatuense, duplas da região e artistas e cantores convidados.

“Estaremos homenageando em Botucatu o maior representante da verdadeira música raiz do nosso Brasil e esperamos contar com um grande público. Tenho certeza que será um dia inesquecível. O Tinoco merece isso, por tudo que fez pela nossa música”, colocou o cantor Ramiro Viola, um dos principais responsáveis por esta homenagem e que faz dupla com Pardini,

{n}O velho Tinoco{/n}

Não há dúvida de que José Perez, ou, simplesmente, Tinoco é um dos maiores expoentes da cultura popular brasileira e ainda tem boa saúde, mas conta com uma agenda com poucos registros de shows e participações em programas de tevê. Quando Tonico, seu companheiro de palco (e irmão) morreu, em 1994, as pessoas se esqueceram que um dos integrantes da dupla continuou vivo e precisando de trabalho na carreira solo. Com isso o cantor ficou em uma situação difícil, que piorou ainda mais quando teve que pagar os custos do tratamento de câncer de sua mulher Nadir.

José Carlos Perez, filho único de Nadir com Tinoco, que acumula as funções de motorista, empresário e operador de som, diz que apesar de tudo, o cantor tem uma vida financeira estável e goza de excelente saúde. “Ele não está na miséria e vive de sua aposentadoria, direitos autorais e shows, que ainda faz. A situação da família ficou dramática por causa dos constantes gastos com o tratamento de câncer de minha mãe, que era muito caro. O plano de saúde estava em carência e não achamos esse remédio nas farmácias do Governo. Por isso, tivemos a idéia de fazer o projeto ‘Ação entre Amigos’, que rifou meu único carro, para ajudar naquele momento crítico do tratamento”, lembra Perez.

E o filho de Tinoco salienta a carência de shows. “Apesar de Tonico ter morrido em 1994, as pessoas ainda lembram de meu pai somente na dupla Tonico &Tinoco. Sem contar que, depois de certa idade, diminuem os convites para shows, porque as pessoas preferem contratar artistas bem mais jovens. O cachê dele diminuiu em 70%. Dez espetáculos que ele faz hoje equivalem ao valor de um único show, antes de 1994″, contou.

Tonico & Tinoco foi uma dupla sertaneja brasileira, considerada a mais importante da história da música brasileira e a de maior referência. Em 60 anos de carreira, Tonico e Tinoco realizaram quase 1000 gravações, divididas em 83 discos. As gravadoras a que eles pertenceram já lançaram no mercado um total de 60 discos. Tonico e Tinoco venderam mais de 150 milhões de cópias, realizando cerca de 40.000 apresentações em toda a carreira.