Massa quer começar 2012 com o pé direito na F-1

Tendo como melhor resultado um vice-campeonato mundial conquistado em 2008, perdendo por apenas por um ponto o piloto de Botucatu Felipe Massa que não vence uma corrida desde o Grande Prêmio do Brasil daquela temporada, quer começar a temporada com o pé direito na equipe Ferrari, uma das mais tradicionais do mundo automobilístico. Mesmo com a sombra do seu companheiro de equipes, o espanhol Fernando Alonso nos últimos dois anos, o piloto brasileiro, em entrevistas que tem dado ? imprensa se diz empolgado para o Mundial de 2012.

“Tivemos um ano (2011) difícil, mas estou empolgado e com força total para fazer um excelente campeonato este ano. Espero ter um carro competitivo. Ninguém aprende ou desaprende a dirigir de uma hora para outra”, tem dito o piloto. E mais: “A cabeça é o mais importante para o resto funcionar. O modelo de 2012 será bem diferente e estou muito mais forte psicologicamente e tranquilo para começar o campeonato”.

O brasileiro está na escuderia italiana desde a temporada de 2006 e tem contrato apenas até o final de 2012. Diante do desempenho inexpressivo de Massa nos últimos campeonatos, rumores sobre possíveis substitutos surgem com freqüência, situação que o piloto procura desconversar sempre que é questionado sobre o assunto.

Diz que o que mais importa é estar focado na temporada de 2012, demonstrando otimismo. “Espero fazer um excelente campeonato e tentar levantar muitas vezes a bandeira do Brasil, como já fizemos em várias corridas. Vamos começar com o pé direito”, previu.

Todas as equipes que participarão do Campeonato Mundial deste ano na Fórmula 1 realizarão os primeiros treinamentos na pista com os novos modelos no começo de fevereiro, na Espanha. Massa pensa em vitória já no primeiro Grande Prêmio (GP) marcado para acontecer em Melbourne, na Austrália, marcado para o dia 16 de março.

{n}Um pouco de Felipe Massa{/n}

Massa nasceu em 25 de abril de 1981 e iniciou sua carreira no Kart em Botucatu, sagrando-se campeão paulista e brasileiro. Passou pela Fórmula Chevrolet, Fórmula Renault, Fórmula 3 e Fórmula 3000. Em 2002 teve sua estréia na Fórmula 1 na equipe Sauber. Com todas as vagas preenchidas para o campeonato de 2003, Massa acabou sendo piloto de testes da Ferrari.

Felipe retornou como titular em 2004 novamente pela equipe Sauber ficando até 2005. No mesmo ano, Rubens Barrichello anuncia sua saída da equipe italiana, posto que é ocupado por Felipe Massa em 2006, sendo companheiro de equipe de Michael Schumacher. Já no seu primeiro ano pela Ferrari, Massa alcançou sua primeira vitória na categoria no Grande Prêmio da Turquia (27 de agosto de 2006), ficando em terceiro lugar no campeonato.

Felipe Massa ganhou em casa o Grande Prêmio do Brasil em 22 de outubro de 2006, sendo o primeiro brasileiro a vencer em Interlagos desde Ayrton Senna, em 1993. Foi a 90ª vitória brasileira na Fórmula 1. Com a aposentadoria de Schumacher, Felipe teve chances de brigar pelo título do Campeonato Mundial de Fórmula 1 em 2007, mas, devido a problemas durante a temporada, acabou em quarto lugar.

Em 2008, pela primeira vez na carreira, assumiu, após vencer na França, a liderança do Mundial, entrando na história, como primeiro piloto brasileiro a liderar o campeonato depois de Ayrton Senna, em 1993. Terminou o ano como vice-campeão Mundial de F1, a um ponto do Lewis Hamilton. O título foi decidido na última corrida da temporada, o Grande Prêmio do Brasil. Foi este seu melhor resultado em nove anos na F-1.

Um momento marcante (e trágico) na carreira de Massa aconteceu durante o treino classificatório para o Grande Prêmio da Hungria, em 2009, quando foi atingido na cabeça por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichelo, que estava ? sua frente.

O piloto brasileiro ficou inconsciente e colidiu contra a proteção de pneus. Dois fatos comprovam que Massa ficou inconsciente: ele não soltou o volante do carro no momento da colisão (prática comum para se evitar fraturas) e a transmissão relatava que estava freando e acelerando ao mesmo tempo. Retornou ? s pistas no Grande Prêmio do Bahrain, em 14 de março de 2010, conseguindo a segunda colocação.

{n}Números na F-1{/n}

Títulos – Nenhum
Equipes – Sauber e Ferrari
GPs disputados – 152
Pontos na carreira – 582
Vitórias – 11
Pódios – 33
Pole-positions – 15
Melhores voltas – 14
Melhor temporada – Vice-campeão em 2008