Larissa Brasa conquista dois títulos no GP Ravelli

Com boa vantagem na liderança das disputas do Cross Country Olímpico (XCO) e da Maratona (XCM) na categoria sub-25 sport feminino do GP Ravelli, a ciclista Larissa Brasa, de Botucatu, soube administrar seu favoritismo e conquistou neste fim de semana os dois títulos de campeã anual da competição. Larissa não se deixou pressionar pela liderança e venceu ambas as provas em Monte Alegre do Sul (SP).

"Fiquei muito feliz com meus resultados no GP Ravelli nesta temporada. Vejo que estou evoluindo e isso me motiva a continuar treinando forte para as próximas provas. No XCO fui vice-campeã na primeira etapa e depois ganhei as três seguintes. Já no XCM consegui me sagrar campeã vencendo todas as quatro disputas realizadas", comemorou Larissa Brasa, que pedalou com sua bike Fate Expert Carbon.

Enquanto no Cross Country Olímpico até uma 11ª colocação bastava para sagrar-se campeã, na Maratona bastava para Larissa completar os 30 km da prova. "Choveu bastante na sexta-feira (11), então diminuíram em uma volta a prova do XCO porque o circuito estava muito liso, e por isso muito mais técnico ainda. Haviam lugares em que só conseguíamos passar empurrando a bike nas descidas", contou Larissa.

"No domingo (13), dia do XCM, apesar da chuva na noite anterior, o percurso estava batido, mas sem barro. A maior dificuldade foram as duas subidas mais fortes da prova, uma delas de 3 km na metade do circuito, e outra logo nos primeiros 10 km onde consegui abrir uma boa vantagem das minhas adversárias. E assim mantive até completar os 30 km", completou a paulista.

Com boa vantagem na liderança das disputas do Cross Country Olímpico (XCO) e da Maratona (XCM) na categoria sub-25 sport feminino do GP Ravelli, a ciclista Larissa Brasa, de Botucatu, soube administrar seu favoritismo e conquistou neste fim de semana os dois títulos de campeã anual da competição. Larissa não se deixou pressionar pela liderança e venceu ambas as provas em Monte Alegre do Sul (SP).

"Fiquei muito feliz com meus resultados no GP Ravelli nesta temporada. Vejo que estou evoluindo e isso me motiva a continuar treinando forte para as próximas provas. No XCO fui vice-campeã na primeira etapa e depois ganhei as três seguintes. Já no XCM consegui me sagrar campeã vencendo todas as quatro disputas realizadas", comemorou Larissa Brasa, que pedalou com sua bike Fate Expert Carbon.

Enquanto no Cross Country Olímpico até uma 11ª colocação bastava para sagrar-se campeã, na Maratona bastava para Larissa completar os 30 km da prova. "Choveu bastante na sexta-feira (11), então diminuíram em uma volta a prova do XCO porque o circuito estava muito liso, e por isso muito mais técnico ainda. Haviam lugares em que só conseguíamos passar empurrando a bike nas descidas", contou Larissa.

"No domingo (13), dia do XCM, apesar da chuva na noite anterior, o percurso estava batido, mas sem barro. A maior dificuldade foram as duas subidas mais fortes da prova, uma delas de 3 km na metade do circuito, e outra logo nos primeiros 10 km onde consegui abrir uma boa vantagem das minhas adversárias. E assim mantive até completar os 30 km", completou a paulista.